faceralis

 

usados

brunosanremo10Bruno Magalhães e Carlos Magalhães ficaram em 10º classificados a edição 2010 do Rali de Sanremo, terminando no Top Ten o seu primeiro ano internacional no IRC.

As primeiras classificativas de ontem revelaram-se desde logo muito difíceis para os portugueses, que tiveram de usar diferentes tipos de pneus até agora desconhecidos. Em resultado, a Peugeot Sport Portugal chegou à 6ª classificativa - e a mais emblemática do rali por ser a mais longa e se correr à noite – com 1m03,6s. de atraso para o líder. Aí, Bruno Magalhães brilhou, fez o 5º. tempo e sobrepôs-se com larga vantagem a praticamente todo o pelotão IRC, concluindo a primeira etapa no 11º lugar.

Hoje, o piloto da Peugeot Portugal começou por voltar a sentir dificuldades com as constantes mudanças entre piso seco e molhado, mas melhorou bastante o seu desempenho nas segundas passagens, com dois sétimos lugares e um oitavo, acabando o rali na décima posição.

Bruno Magalhães reconhecia ter enfrentado dois dias muito complexos, mas estava feliz pela aprendizagem: "Foi um rali difícil, onde pagámos caro a nossa inexperiência, mas ao mesmo tempo uma boa aprendizagem. Usei neste rali três ou quatro compostos de pneus completamente desconhecidos e, assim, era difícil fazer as escolhas certas. Quando acertámos fizemos bons tempos, mas foi tudo muito irregular devido às diferenças de piso. Foi sobretudo uma grande lição para nós e a aprendizagem neste rali será muito benéfica."

BALANÇO DA TEMPORADA

Nesta prova, Bruno Magalhães e Carlos Magalhães terminaram a sua primeira temporada no IRC, que se saldou por uma participação nacional em nove de um total de 12 ralis. Quando faltam duas provas para o fecho do campeonato, a dupla da Peugeot Sport Portugal conclui assim a sua época no quinto lugar com 30 pontos.

Carlos Barros, director da Peugeot Sport Portugal: "O nosso objectivo era defender o 3º lugar e, apesar de sabermos que não era fácil, era essa a nossa ambição. Sentimos sempre grandes dificuldades em acertar na escolha dos pneus, face às mudanças do tempo. Positivo foi chegarmos ao fim e termos realizado um rali que pode ser muito útil para o futuro."

"Terminamos assim a nossa campanha e, apesar de alguns altos e baixos ao longo da época, esta foi uma participação positiva. Estamos a trabalhar na continuidade do projecto e estamos cientes de que vamos estar mais fortes graças ao que fizemos este ano. Aprendemos muito e tirámos muitas ilacções em cada um dos nove ralis."

Agora, a Peugeot Portugal não fecha a porta a mais um rali ainda este ano, podendo vir a estar presente no Rali Casinos do Algarve, embora nada esteja decidido.

CLASSIFICAÇÕES DO IRC
Pilotos
1.º, Juho Hanninen 70 pontos; 2.º Jan Kopecky, 50; 3.º Freddy Loix, 36; 4.º Kris Meeke, 33; 5.º, Bruno Magalhães, 30; 6.º, Guy Wilks, 27; 7.º, Paolo Andreucci, 18; 8.º, Andreas Mikkelsen, 13; 9.º, Thierry Neuville, 12; 10.º, Mikko Hirvonen, 10; ...

Marcas
1.º, Skoda, 154 pontos; 2.º, Peugeot, 102; 3.º, Ford, 31, 4.º, Mitsubishi, 22 ; 5,.º, Subaru, 11

Não lhe é permitido comentar.