faceralis

 

rvmlogo24 madeira


Armindo Araújo e Luís Ramalho, no Skoda Fabia RS Rally2, sagraram-se vencedores, na noite deste sábado, do Rali de Castelo Branco, naquele que foi o regresso do piloto de Santo Tirso aos triunfos no Campeonato de Portugal de Ralis (CPR), depois de terminar a quinta prova da época com 11.9 segundos de vantagem face a José Pedro Fontes (Citroen C3 Rally2). Pela primeira vez este ano foi quebrada a hegemonia de Kris Meeke, muito embora esteve tivesse liderado o rali albicastrense até três classificativas do final, quando problemas no acelerador do Hyundai i20 N Rally2 o fizeram perder mais de 3 minutos.

Meeke esteve na frente em 8 das 11 classificativas e já acumulava uma vantagem de 22.4s para Araújo até lhe surgir tal contratempo. Caiu para o nono lugar e se na Power Stage ainda poderia somar alguns pontos extra, um furo custou-lhe mais 30 segundos, saindo de Castelo Branco com um magro sexto lugar final a nível de CPR. De qualquer modo, o grande ponto de interesse incidiu no duelo pela segunda posição, travado entre Araújo e Fontes. Contudo, o piloto do Skoda começou o último dia ao ataque e foi consolidando o seu andamento. Deixou o rival para trás ainda antes de ascender à liderança, confirmando depois um triunfo que já perseguia desde o início da época.
Na parte final, João Barros (VW Polo GTI R5) não conseguiu segurar o último lugar do pódio no despique com o galego Roberto Blanch (Skoda Fabia RS Rally2), enquanto Ricardo Teodósio (Hyundai i20 N Rally2) procurou, acima de tudo, chegar ao fim e concretizou esse objetivo na frente de um "discreto" Pedro Almeida (Skoda Fabia Rally2 evo). Pouca sorte teve Ernesto Cunha (Skoda Fabia Rally2 evo), que perdeu o sexto lugar (CPR) no penúltimo troço ao ficar "preso" numa barreira e perder quase 4 minutos.

Nas 2RM (duas rodas motrizes), a saída de estrada do líder Hugo Lopes (Peugeot 208 Rally4) no primeiro troço do dia deixou via aberta ao campeão Gonçalo Henriques (Renault Clio Rally4), que a partir daí fez uma gestão a pensar na vitória. Mas nos lugares seguintes a emoção foi uma constante e Guilherme Meireles (Peugeot 208 Rally4), graças a um excelente ritmo, não deixou fugir a segunda posição, mesmo bastante pressionado na parte final por Pedro Pereira (Peugeot 208 Rally4). Este último, vencedor em 2023 do FPAK Júnior Team, foi outro dos jovens em destaque, logrando resistir a adversários mais experientes como Ricardo Sousa (Peugeot 208 Rally4) ou Rafael Cardeira (Peugeot 208 Rally4) – vencedor da Power Stage –, que terminou (5º) com uma escassa vantagem em relação ao local Pedro Silva (Peugeot 208 Rally4).

A prova de abertura do FPAK Júnior Team de ralis 2024 revelou-se, como seria previsível, entusiasmante, com a vitória a ser conquistada pela dupla Afonso Costa/Frederico Meireles, depois de Tiago Santos, o líder do primeiro dia, ter saído de estrada logo no início desta derradeira jornada. A partir daí, Costa procurou, e teve êxito, resistir à pressão ditada por Francisco Custódio. No derradeiro troço, este último sofreu um furo e acabaria por perder a segunda posição a favor de Ricardo Rocha, enquanto Pedro Silva e Eduardo Santos também finalizaram o seu primeiro rali da temporada.

CLASSIFICAÇÃO FINAL (Oficiosa)
Absoluto
1º, Armindo Araújo/Luís Ramalho (Skoda Fabia RS Rally2), 55m49.4s
2º, José Pedro Fontes/Inês Ponte (Citroen C3 Rally2), a 11.9s
3º, Roberto Blach/Mauro Barreiro (Skoda Fabia RS Rally2), a 54.6
4º, João Barros/Jorge Henriques (VW Polo GTI R5), a 55.1
5º, Ricardo Teodósio/José Teixeira (Hyundai i20 N Rally2), a 1.26.9
6º, Pedro Almeida/Mário Castro (Skoda Fabia Rally2 evo),
7º, Kris Meeke/Stuart Loudon (Hyundai i20 N Rally2), a 3.29.9
8º, Ricardo Filipe/Filipe Carvalho (Skoda Fabia R5), a 3.32.0
9º, Gonçalo Henriques/Inês Veiga (Renault Clio Rally4), a 4.42.3
10º, Guilherme Meireles/Pedro Alves (Peugeot 208 Rally4), a 4.47.4

2RM
1º, Gonçalo Henriques/Inês Veiga (Renault Clio Rally4), 1h00m31.7s
2º, Guilherme Meireles/Pedro Alves (Peugeot 208 Rally4), a 5.1s
3º, Pedro Pereira/João Aguiar (Peugeot 208 Rally4), a 6.5
4º, Ricardo Sousa/Luís Marques (Peugeot 208 Rally4), a 18.6
5º, Rafael Cardeira/Luís Boiça (Renault Clio Rally4), a 45.7
6º, Pedro Silva/Roberto Santos (Peugeot 208 Rally4), a 49.5
7º, João Andrade/Pedro Santana (Peugeot 208 Rally4), a 1.07.7
8º, Daniel Nunes/José Janela (Peugeot 208 Rally4), a 1.22.9
9º, Luís Morais/Alexandre Rodrigues (Peugeot 208 Rally4), a 2.15.9
10º, Anton Korzun/Pavlo Kononov (Peugeot 208 Rally4), a 2.53.7

FPAK Junior Team
1º, Afonso Costa/Frederico Meireles, 1h08m20.7s
2º, Ricardo Rocha/Gonçalo Palmeira, a 1m46.3s
3º, Francisco Custódio/Paulo Marques, a 1.52.1
4º, Pedro Silva/Alberto Silva, a 2.35.4
5º, Eduardo Santos/José Marques, a 3.31.7

A próxima prova do Campeonato de Portugal de Ralis será o Rali Vinho da Madeira, no primeiro fim de semana (1/2/3) do mês de agosto.

CAMPEONATOS (classificação oficiosa)
Absoluto
1º, Kris Meeke, 122 pontos; 2º, Armindo Araújo, 110; 3º, José Pedro Fontes, 60; 4º, Pedro Almeida, 44; 5º, Ricardo Teodósio, 43; 6º, Ernesto Cunha, 42; 7º, Paulo Neto, 38; 8º, Lucas Simões, 32; 9º, Ricardo Filipe, 26; 10º, Rúben Rodrigues, 18.

2RM
1º, Gonçalo Henriques, 81 pontos; 2º, Hugo Lopes, 55; 3º, Ricardo Sousa, 50; 4º, Pedro Pereira, 49; 5º, Pedro Silva, 48; 6º, Guilherme Meireles, 44; 7ºs, Anton Korzun e Rafael Cardeira, 34; 9º, João Andrade, 30; 10º, Paulo Roque, 28.

Não lhe é permitido comentar.