faceralis

 

posvendaclick

soltasApós três especiais de classificação terminou o primeiro dia do Rali da Água, com os pilotos quase todos a denunciarem as suas intenções, em face dos objetivos que pretendem atingir neste evento.

Bruno Magalhães e José Pedro Fontes lutam abertamente pela vitória, com 0,4s de diferença a separá-los, depois de vitórias repartidas nos dois primeiros troços, sendo que na Super-especial, Magalhães empatou com o seu colega na Hyundai Ricardo Teodósio.

Armindo Araújo tem claramente outras intenções e objetivos, que passam por conquistar o título já em Chaves, pelo que o ritmo adotado foi cauteloso, embora sem ser demasiado lento, o que lhe permite estar muito confortavelmente no terceiro lugar. O seu rival direto nas contas do título, Miguel Correia, não teve o melhor dia. Já está a mais de 20s da vitória, que tanto queria, como está a mais de 11 segundos de Armindo Araújo, tendo mesmo descido ao 7º lugar no final do dia, que não é de todo o lugar pretendido.

Neste primeiro dia nota menos (por o rali ter ficado mais pobre do ponto de vista do espetáculo) para a desistência de Daniel Nunes, devido a um problema no alternador do seu Ford Fiesta Rally3, logo na especial de abertura do rali.

Apesar dos esforços do CAMI, clube organizador, Chaves parece ter quase passado ao lado desta prova. É confrangedor ver (apesar de estar composta de público a super-especial) a pouca presença de público nos troços e "nenhuma" nas assistências, que ficaram isoladas no meio da pista e aviação de Chaves.

O free pratice e qualyfing foram uma eternidade... de tempo e quase de tédio. Valeu a aplicação dos pilotos. Apenas 10 concorrentes tiverem direito às três passagens, em duas horas e meia!!! Um perfeito absurdo. Não se percebe porque não foram dados a mais dois ou três pilotos (reconhecidamente rápidos) um joker para poderem também marcar presença nesta qualificação.

Na Super-especial, mais uma vez com poucos motivos de interesse do ponto de vista desportivo, inverteu-se a ordem de partida das primeiras 15 equipas, mas quem teve as honras de abertura da super-especial foram mesmos os pilotos do Promo.

Não lhe é permitido comentar.