faceralis

 

posvendaclick

Óscar Palomo / 'Xavi' Moreno alcançaram, no 55º Rallye de Ourense, uma mais que merecida segunda vitória na presente temporada da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2022, após um rali sem mácula, que lideraram na totalidade. Após uma 1ª Etapa em que ganharam dois troços, a dupla madrilena do PEUGEOT 208 Rally 4 #23 partiu ao ataque no segundo dia, impondo-se em quatro das seis especiais, mantendo-se sempre no lugar mais alto do pódio.

O seu resultado tornou-se ainda mais expressivo ao beneficiarem do abandono de dois dos os seus maiores adversários ao título, pelo que os 25 pontos da vitória, mais o ponto adicional conquistado na Power Stage, os colocam, de novo na luta pelos títulos de Pilotos e Navegadores, eles que também haviam saído a zero das duas anteriores provas da copa ibérica.

A acompanhá-los no pódio desta quarta prova da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2022 estiveram Roberto Blach e Mauro Barreiro, dupla que no primeiro dia pareceu poder discutir a vitória, resultado que lhes foi negado, vindo a terminar a uns expressivos 56 segundos de distância. No degrau mais baixo ficaram Raúl Hernández e Rodrigo Sanjuan, terminando o rali espanhol em pisos de asfalto – o primeiro da presente época de 2022 – a mais de um minuto e meio dos líderes.
Num rali madrasto para as cores portuguesas, o primeiro representante nacional, a dupla Ricardo Sousa / Luis Marques, surge apenas na 7ª posição, dois lugares abaixo da posição ocupada ao longo de todo o primeiro dia.

Com estes resultados, Óscar Palomo / 'Xavi' Moreno passam a somar 51 pontos e ascendem ao 3º lugar dos rankings de Pilotos e Navegadores da copa, reduzindo significativamente a sua desvantagem pontual para Diego Ruiloba / Andrés Blanco (59 pontos) e Ernesto Cunha / Rui Raimundo (54 pontos).

Antevê-se, assim, muito quente a luta pelos títulos de 2022 desta Temporada 5 da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA, quer no Rallye Villa de Llanes (23 e 24 setembro), quer n o RACC Catalunya/Rally de España (20 e 21 outubro), ambos em asfalto, piso ideal para explorar todo o potencial dos PEUGEOT 208 Rally 4, competitiva viatura que os concorrentes utilizam na copa coorganizada pela PEUGEOT Portugal e PEUGEOT Espanha, com o apoio logístico da Sports & You.

O TÃO DESEJADO SUCESSO APÓS DOIS ABANDONOS CONSECUTIVOS

Depois de terem iniciado a Temporada 5 da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA com uma vitória no Rally Serras de Fafe, a sorte pareceu ter deixado de fazer companhia à dupla Óscar Palomo / Javier 'Xavi' Moreno, levando-os a abandonar no Rali de Mortágua e depois no Vodafone Rally de Portugal. Era, pois, imperioso regressar rapidamente aos bons resultados, ou os objetivos definidos para esta época ficariam definitivamente comprometidos.

"Vamos dar tudo desde o início para tentar sacudir a má sorte que nos colocou fora das duas últimas provas portuguesas", dizia o piloto do 208 Rally 4 #23, à partida do rali. Se bem o disse, melhor o fez, com uma toada de ataque em troços que bem preparou e que o levou a um resultado de excelência, este fim de semana, em Ourense: liderou o rali de fio a pavio, foi o mais rápido em seis das onze especiais e ainda beneficiou do abandono de dois dos que eram, ao início deste rali, os já distantes líderes da copa e, por isso, seus principais opositores aos títulos de 2022.

"Começámos o dia muito satisfeitos com o trabalho que fizemos ontem, numa etapa que nos correu muito bem, liderando a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA logo desde o início da manhã", referiu Óscar Palomo. "Hoje continuámos com o foco na vitória, alcançando um resultado que, no final, nos foi ainda mais favorável, dado o abandono de dois dos nossos dois principais adversários, situação que nos permitiu aproximar-nos em termos pontuais. Não é o que se pretende nos ralis, beneficiar com os problemas dos demais, mas infelizmente já me aconteceu por duas vezes este ano. Segue-se o Vila de Llanes, onde queremos lutar de novo pela vitória, continuando, assim, a sonhar com os títulos de 2022 e, claro, conquistar o prémio final".

Óscar Palomo e o seu navegador 'Xavi' Moreno bateram, assim, por 56 segundos Roberto Blach / Mauro Barreiro, dupla que, por sua vez, suplantou em mais de meio minuto Raúl Hernández / Rodrigo Sanjuan, a equipa mais rápida na Power Stage e que, assim, somou 3 pontos aos 17 pontos do 3º lugar.

Líderes do campeonato à entrada para esta quarta prova, de um total de seis ralis do calendário de 2022, Diego Ruiloba / Andrés Blanco ficaram pelo caminho no primeiro troço de hoje, tal como os portugueses Ernesto Cunha / Rui Raimundo, os seus adversários que pontualmente lhes estavam mais próximos e que tiveram um rali para esquecer. Depois de abandonarem ontem na ES3, regressaram hoje em SuperRally (já sem poder pontuar para a copa), para voltarem a desistir na ES6.

Aliás, este Rallye de Ourense nada quis com as equipas portuguesas, sendo que a melhor dupla lusa foi Ricardo Sousa / Luis Marques, com uma 7ª posição, eles que, durante todo o dia de ontem ocuparam sempre o 5º lugar. Vendo-se, depois, atrasados por um furo, retomaram o andamento e impuseram-se, no final, a José Loureiro / Valter Cardoso por apenas 6,7 segundos. A fechar a contagem da copa neste rali, Luis Morais / Paulo Silva, também eles azarados na etapa de ontem, regressaram hoje em SuperRally, pelo que não tiveram direito aos 4 pontos que, em condições normais, o 9º lugar lhes atribuiria.

Em termos de melhores tempos nos 11 troços entre os concorrentes da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA, Palomo foi o mais rápido em seis deles (ES1, ES3, ES6, ES7, ES9 e ES10), Hernández imitou-o na ES5, a que foi a SuperEspecial de ontem à noite, e hoje na ES8 que serviu de Power Stage e ainda na ES11, a última do rali. Blach foi o mais lesto na ES2 e ES4, ambas especiais da etapa de ontem.

Destaque-se, ainda, o 5º lugar à geral alcançado por Óscar Palomo / 'Xavi' Moreno neste 55º Rallye de Ourense, no primeiro de quatro PEUGEOT 208 Rally 4 que integram o top-10 final desta prova pontuável para o Supercampeonato de Espanha de Ralis. Venceram, também, a classe reservada aos modelos Rally 4 e chamaram a si quer a taça das duas rodas motrizes, quer a taça Junior, atribuída prova a prova pela PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA.

PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA – RALLYE DE OURENSE
CLASSIFICAÇÃO GERAL (Final)*

1º Óscar Palomo (1º Junior) / Javier 'Xavi' Moreno, 1h32m13,9s
2º Roberto Blach (2º Junior) / Mauro Barreiro, a 56,0s
3º Raul Hernandez (3º Junior) / Rodrigo Sanjuan, a 1m32,3s
4º lago Gabeiras (4º Júnior) / Alejandro 'Jandrin' Lopez, a 1m55,8s
5º Santiago Garcia (5º Junior) / Nestor Casal, a 3m10,9s
6º Ferran Ameyrich (6º Junior) / Eric Bellver, a 4m21,4s; 7º Ricardo Sousa / Luis Marques, a 5m28,7s; 8º José Loureiro / Valter Cardoso, a 5m35,4s; 9º Luis Morais** / Paulo Silva**, a 23m00,3s.

Abandonos: Diego Ruiloba (Junior) / Andrés Blanco (ES6); Ernesto Cunha / Rui Raimundo (ES6); Andres Marieyhara / Ariday Bonilla (ES8).

Todos em PEUGEOT 208 Rally4

OITO PONTOS SEPARAM O TOP-3 A DOIS RALIS DO FINAL DA ÉPOCA

São apenas oito os pontos que separam as três equipas que ocupam o pódio provisório da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2022: Diego Ruiloba e Andrés Blanco mantêm os mesmos 59 pontos com que chegaram a Ourense, bem como a liderança provisória da copa, tal como Ernesto Cunha e Rui Raimundo, com os inalterados 54 pontos que somavam no início do rali, vendo chegar muito perto a dupla Óscar Palomo / 'Xavi' Moreno, somando agora 51 pontos.

Atrás deles perfilam-se três duplas com a mesma pontuação: Andrés Marieyhara / Bonilla Ariday, Roberto Blach / Mauro Barreiro e José Loureiro / Valter Cardoso, todas com 42 pontos somados, encimando as respetivas listas de classificados em ambas as categorias, de Pilotos e Navegadores.
Também nas Equipas, a Racing Factory (94 pontos) mantém-se à frente da TRS (82 pontos) e da Terra Training (70 pontos), sendo as melhores das estruturas oficialmente inscritas para pontuar na copa.

Seguir-se-á o Rallye Villa de Llanes, a 23 e 24 setembro, para depois se dar por finda esta Temporada 5 da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA no RallyRACC Catalunya - Costa Daurada / Rally de España, palco do WRC e que aproveitará os dois primeiros dias para a definição dos resultados da copa.
Coorganizada pela PEUGEOT Portugal e pela PEUGEOT Espanha e com a gestão logística a cargo da Sports & You, a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2022 tem como parceira a Pirelli e os apoios da Vodafone, RACC e ACP.

Não lhe é permitido comentar.