faceralis

 

posvendaclick

fafe2022ercMuito embora ainda seja prematuro falar do futuro do Rally Serras de Fafe-Felgueiras-Cabreira e Boticas enquanto prova do Campeonato da Europa (FIA ERC), como fez questão de sublinhar Carlos Cruz, presidente do Demoporto (Clube de Desportos Motorizados do Porto), organizador do mesmo, a verdade é que reina otimismo em relação aos anos que se seguem.

"Estamos felizes e satisfeitos pela forma como esta edição do rali decorreu, apesar de todas as adversidades resultantes das difíceis condições climatéricas que se fizeram sentir no sábado. Claro que preferíamos, como toda a gente, uma prova com sol, mas de um modo geral não surgiram problemas de maior. Por questões de segurança, porque para nós ela é sempre prioritária, tivemos que cancelar duas classificativas e, atendendo ao estado dos pisos, foi necessário um esforço suplementar para conseguirmos ambulâncias 4x4, o que não é fácil. Este dia de domingo, com a melhoria das condições meteorológicas, já foi mais tranquilo, pelo que o balanço é muito positivo", referiu aquele responsável.
O contrato de três anos com o promotor do FIA ERC – em que o Eurosport Events, em 2020 e 2021, deu lugar à WRC Promotor – terminou agora, mas Carlos Cruz acredita na possibilidade de ser possível manter este Rally Serras de Fafe-Felgueiras-Cabreira e Boticas no calendário do Europeu.

"Foi um orgulho, ao longo destes três anos e com o imprescindível apoio das autarquias da região, organizar este rali integrado no Europeu, sendo que nas duas primeiras edições o forte impacto da pandemia obrigou-nos a um esforço redobrado e creio, neste momento, ter razões para estarmos confiantes em relação ao futuro. O novo promotor ainda não fez qualquer proposta para os anos vindouros e vamos aguardar o que tem para nos dizer".

Por último, o presidente do Demoporto não deixou de realçar:
"Cumpre-me, mais uma vez, agradecer o esforço e empenho da Câmara de Fafe, assim como das suas homólogas de Felgueiras, Boticas, Vieira do Minho e de Cabeceiras de Basto, sem as quais o rali não teria o sucesso e a projeção que alcançou, tanto a nível nacional como internacional. Um agradecimento especial, também, aos bombeiros de Fafe, na pessoa do seu presidente, determinantes para podermos dispor de ambulâncias 4X4".

Não lhe é permitido comentar.