faceralis

 

ANUARIO123

A prova do Clube Automóvel da Marinha Grande marca o regresso do Campeonato de Portugal de Ralis aos pisos de asfalto. Com um novo figurino, e sete especiais de classificação, a zona de São Pedro de Moel continua a ser relevante, numa altura em que a discussão do título está ao rubro.

Ricardo Teodósio e José Teixeira só pensam em levar o Skoda Fabia R5 evo à vitória, numa altura em que faltam apenas duas provas para o final do campeonato.

"O único remédio é mesmo a vitória. Apesar de ainda me encontrar cheio de dores nas costas, o que me condicionou na prova anterior, vou tentar fazer o melhor possível para sair do Vidreiro com o 1º lugar. Tem que ser mesmo, pois é a única solução para continuar a pensar no título. Espero que os testes corram bem e que me encontre melhor, para poder responder à altura", disse Ricardo Teodósio.

Para Miguel Correia este é mais um desafio importante na sua constante evolução. O piloto vai contar a partir de agora com a colaboração de Jorge Carvalho como navegador.

"Numa prova desafiante em asfalto, vamos tentar dar o nosso melhor e, pelo meu lado, tentar uma boa adaptação ao meu novo navegador, em mais uma experiência que espero seja positiva. Vamos andar o melhor possível, numa prova sempre muito rápida, com destaque para os troços da zona da mata. Se tudo correr bem, apontamos para um lugar entre os cinco primeiros", concluiu, Miguel Correia.

Paulo Neto e Vítor Hugo, com pouco tempo para prepararem as suas participações no CPR deste ano, estão, no entanto, otimistas para esta prova.

"Este é um rali complicado por ser muito rápido. Com troços novos, iremos ver como será a nossa adaptação. Vamos realizar testes e esperamos que o mau tempo que condicionou a nossa participação em Fafe, não se repita no Vidreiro. Pelo menos, a previsão é de tempo seco, o que já não é mau. O maior problema é mesmo a falta de tempo para gerir as nossas participações e conciliar tudo com as nossas vidas pessoais e profissionais, com provas de 15 em 15 dias, não é fácil", afirmou, Paulo Neto.

Para a ARC Sport o Rallye Vidreiro Centro de Portugal pode ser decisivo para as contas do campeonato. Se o triunfo de Ricardo Teodósio é revigorante, as prestações de Miguel Correia e Paulo Neto não são menos importantes.

"Como é nosso timbre, o sucesso de todos os nossos pilotos é prioridade constante. Está tudo em aberto no que toca ao título, e tudo faremos para conseguir alcançar os objetivos. Estamos igualmente confiantes nas boas prestações do Miguel e do Paulo num rali muito rápido e sempre muito exigente", disse Augusto Ramiro.

O Rallye Vidreiro Centro de Portugal conta com um troço cronometrado na próxima sexta-feira à tarde e seis especiais agendadas para sábado.

Não lhe é permitido comentar.