faceralis

 

usados

fafeercO Conselho Mundial da FIA (Federação Internacional do Desporto Automóvel) já aprovou o calendário do ERC (European Rally Championship), confirmando o Rally Serras de Fafe e Felgueiras, de 12 a 14 de março próximo, como a primeira das oito provas de 2021.

O rali organizado pelo Demoporto – Clube de Desportos Motorizados do Porto sucede ao "Fafe Montelongo" que nos passados dias 3 e 4 de outubro, em pisos de asfalto, integrou o Europeu. Agora, o "Serras de Fafe e Felgueiras" vai correr-se em classificativas de terra, tal como sucederá no ano seguinte.

"O contrato assinado com o promotor [Eurosport Events] já previa que em 2021 e 2022 a prova decorra em pisos de terra e essa foi uma das condições estabelecidas quando aceitámos, este ano, organizar o Rally Fafe Montelongo em asfalto, que na altura era a única hipótese que tínhamos para integrar o ERC. É uma longa história que começou em 2018, quando surgiu a possibilidade de o rali fazer parte do Europeu e as conversações mantiveram-se em 2019, até que em junho deste ano ficou decidido avançar com um rali de asfalto, para nos dois anos seguintes passar a piso de terra", explica Carlos Cruz, presidente do Demoporto.

A edição 2021 do Rally Serras de Fafe e Felgueiras, cuja prova estará na estrada sábado e domingo (13 e 14 de março), já se encontra delineada, apresentando um total de 14 classificativas, 7 das quais diferentes, repartidas entre aqueles dois dias.

Sem entrar em grandes detalhes, Carlos Cruz adiantou que o regulamento da prova já foi encaminhado para a FIA, para aprovação.

"O Rally Serras de Fafe e Felgueiras do próximo ano será alargado a mais concelhos, como Vieira do Minho e Boticas. Há várias novidades, como é o caso de classificativas completamente novas. Mesmo em Felgueiras, uma das 'especiais' apresentará alterações", acrescentou aquele responsável.

Não lhe é permitido comentar.