faceralis

 

20anos

JoaquimRodriguesArt Of Speed e União de Freguesias de Souselas e Botão proporcionaram uma manhã intensa de testes a cinco equipas que vão alinhar no Rali de Castelo Branco. No asfalto da estrada da Mata de S. Pedro, a norte de Coimbra, os pilotos aferiram o físico e as afinações.

Cumprir objectivos no asfalto, trabalhar muito dentro e fora da viatura de competição foram dois ingredientes que integraram o plano de treinos de cinco equipas tendo em vista os próximos compromissos desportivos. Joaquim Rodriges/Luís Oliveira (Ford Fiesta R2T), Isaac Portela/Miguel Susano (Citroën C2 R2 Maxi), Hélder Cordeiro/Bruno Pereira (Ford Escort MK2), Pedro Lopes Antunes (BMW E30) e Pedro Rocha Lopes (Ford Anglia) estiveram envolvidos numa sessão de testes.

Para garantir as condições perfeitas para esta acção, Art of Speed, – Oficina de Manutenção e Competição Automóvel, empresa instalada em Souselas, na zona norte de Coimbra delineou um traçado que, juntamente com a União de Freguesia de Souselas e Botão, permitiu desencadear um programa rigoroso e profícuo.

Na estrada que liga Botão à Mata de S. Pedro, foram inúmeras as vezes que as viaturas subiram e desceram para que fosse alcançados os exercícios específicos e delineados. Num trabalho minucioso dos militares da GNR e equipas Art of Speed, e com a cooperação exemplar da comunidade da Mata de S. Pedro – a espaços, a estrutura organizativa parava a sessão para que os residentes pudessem circular de um lado para o outro na máxima segurança – pilotos e navegadores foram doseando esforços e identificar alguns detalhes para tirar o melhor partido na condução.

Satisfação germinou ao nível colectivo

Neste impressionante plano de treinos, que implicou definir o de controlo das viaturas em pisos de asfalto, os pilotos saíram daquela região a norte da cidade de Coimbra bastante satisfeitos.

«Esta acção foi exemplarmente organizada que permitiu, não apenas sentir o pulsar da viatura, mas também melhorar a performance ao volante do Ford Fiesta R2T, muito fiável, um dos seus pontos fortes, assim como criar um ambiente produtivo no habitáculo com o navegador Luís Oliveira», frisou Joaquim Rodrigues, da Mealhada, que fará a sua estreia absoluta no Campeonato de Portugal de Ralis, em Castelo Branco.

Por seu turno, Isaac Portela, que faz equipa com Miguel Susano e já com vários anos de experiência nesta disciplina automóvel, referiu que a sessão «foi simplesmente espectacular a todos os níveis, bem organizado, num percurso fantástico, reunindo todos os ingredientes para retirar as ilações para melhorar substancialmente o Citroën C2 R2, viatura com evolução Maxi». «Tratando-se de uma viatura praticamente nova, era importante testá-la nestes moldes», acrescentou o piloto leiriense de Maceira, da REP Portela e DMS Competição.

Naquela que foi a primeira experiência deste género em modo de testes, Hélder Cordeiro, da HAC Motorsport, de Leiria, saiu da Mata de S. Pedro, da União de Souselas e Botão, bastante satisfeito: «Esta acção com a nova motorização do Ford Escort MK2 possibilitou tirar algumas conclusões e, ao mesmo tempo, evoluir. Foi extremamente importante voltar à estrada com a viatura de ralis, até porque o nosso próximo compromisso é em Castelo Branco. Sem margem para duvida que foi um excelente ensaio».

Habituado a conduzir viaturas da marca Porsche, o também leiriense Pedro Lopes Antunes evoluiu desta vez aos comandos de um BMW E30, com o qual vai estrear na prova da Escuderia Castelo Branco, admitindo que a sessão de testes «foi muito bom, até porque estávamos ansiosos de voltar a sentir a adrenalina e, para quem gosta de ralis, naturalmente que não iria desperdiçar esta oportunidade». «Vamos estrear esta viatura em Castelo Branco, pelo que é preciso entendê-lo, embora Porsche é Porsche», definiu o empresário do ramo automóvel, nomeadamente na PLA Peças e membro Glassdrive, em Leiria.

Já Pedro Rocha Lopes começou por agradecer à Art of Speed «por ter proporcionado um troço giro e guiável, com rectas e curvas encadeadas que nos permitiu testar para melhorar o comportamento do Ford Anglia». «Agradeço também à HAC Motorsport por permitir esta acção», confidenciou o piloto mais jovem proveniente de Leiria.

Souselas quer ser referência no desporto motorizado

Visivelmente satisfeito estava Rui Soares, presidente da União de Freguesias de Souselas e Botão, que possibilitou a sessão de testes: «Desde que me candidatei que assumi que um presidente de junta deve ser um gestor de ideias. Esta foi uma ideia da Art of Speed e cá estamos para aproveitar as ideias – e não para nos aproveitar delas –, mas tudo que seja para promover a freguesia estamos sempre disponíveis para participar. Nós já temos aqui provas do Campeonato Nacional de Enduro e, obviamente, que queremos também ser uma referência ao nível dos ralis. Temos condições para isso e não poderíamos ficar de braços cruzados».
Rui Soares confidenciou que, «brevemente, vamos assinar um protocolo entre Art of Speed, União de Freguesias de Souselas e Botão e Comissão de Compartes da Mata de S. Pedro para criar condições de excelência para testes de ralis em pisos de terra, com o intuito trazer mais pessoas ao nosso território».
Ainda segundo o presidente da União de Freguesias de Souselas e Botão, «esta acção de sucesso só foi possível ao contributo exemplar dos militares da GNR do Posto Territorial de Souselas sediado em Coimbra, bem como à compreensão da comunidade da Mata de S. Pedro, que muito agradecemos, até porque esta iniciativa foi preparada no espaço de dois dias».

José Regêncio recordado em dia de aniversário

Pilotos, navegadores e elementos da Art of Speed fizeram uma homenagem comovida ao recordar o José Regêncio. Falecido o ano passado quando exercia as funções de vice-presidente do Clube Automóvel do Centro, o malogrado dirigente faria mais um aniversário, no pretérito sábado, dia em que teve lugar a sessão de testes.

Crédito das Fotos: STÉPHANE ABRANTES

Não lhe é permitido comentar.