faceralis

 

posvendaclick

netotestPaulo Neto / Vitor Hugo concluíram hoje o primeiro teste de adaptação ao Skoda Fabia R5, nas funções de carro de segurança no Rali do Cadaval, que serviu também de preparação do Rali das Camélias do próximo fim-de-semana.

O Rali do Cadaval marcou o início de uma nova fase na carreira da dupla Paulo Neto / Vitor Hugo, já que estiveram a bordo do Skoda Fabia R5, realizando os primeiros quilómetros ao volante desta "máquina" em funções de carro de segurança, mas que serviram também de preparação para o Rali das Camélias, prova que se realiza no próximo dia 30 de novembro, a qual venceram em 2018.

"Foi muito importante ter realizado este rali. Tinha andado apenas 10 quilómetros com o carro, para ver como o mesmo funcionava, pelo que a presença no Rali do Cadaval servia para efetuar quilómetros e tentar acima de tudo perceber um pouco mais as reações do carro", explica Paulo Neto, dizendo que "conseguimos ao longo do rali ir evoluindo um pouco e ganhando confiança para andar sempre um pouco mais depressa. Porém, temos a noção que o carro permite muito mais do que aquilo que para já conseguimos extrair dele. É um carro muito veloz, que rapidamente sobe até quarta ou quinta velocidade, com um poder de travagem incrível e com uma direção muito precisa que não permite muitas correções. Tudo exige muita habituação e quilómetros para se poder andar depressa, mas ficamos muito satisfeitos neste primeiro teste com a condução do Skoda Fabia R5".

Depois de vencer o Rali das Camélias em 2018, Paulo Neto é cabeça de cartaz neste rali, disputado em Sintra, Cascais e Mafra, que estará na estrada no dia 30 de novembro. "Não existe qualquer pressão no sentido de voltar a revalidar a vitória. Para este ano o objetivo é fazer o máximo de quilómetros possíveis ao volante do Skoda Fabia R5, capitalizando a experiência que trazemos com a nossa participação no Rali do Cadaval. Queremos fazer a evolução de forma gradual de modo a podermos recolher o máximo de informação sobre o comportamento do carro", refere Paulo Neto, concluindo que "será uma prova importante na preparação da temporada de 2020, já que queremos estar presentes no Campeonato de Portugal de Ralis, embora ainda sem programa definido. Para terminar, queria agradecer ao Clube automóvel da Marinha Grande, ao Montejunto Rally Clube, à Auto Mecânica do Sabugo e à RF Competições, pois foram todas eles que tornaram este teste possível".

A Paulo Neto Sport conta com os parceiros: Weber, Baxi, Dominó, Listor, Italbox, Quantinfor, AVF, Total, Vitarte, Peçintra e Cision.

Não lhe é permitido comentar.