faceralis

 

almada

escuderiaFoi na noite de ontem, dia 21 de maio, assinalado o 55º aniversário da Escuderia Castelo Branco, numa pequena cerimónia realizada na sede social, na Praça Rainha D. Leonor, em Castelo Branco, que se demonstrou pequena para acolher o elevado número de sócios, colaboradores e simpatizantes presentes, tendo também contado com a presença dos corpos sociais da Escuderia, bem como do Presidente da Junta de Freguesia de Castelo Branco, o Dr. Leopoldo Rodrigues, convidados para esta cerimónia.

António Sequeira, Presidente da Direção da Escuderia Castelo Branco, antes de se cantar os parabéns e cortar o bolo, tomou a palavra para agradecer a presença de todos, demonstrando um enorme orgulho pelo número de pessoas reunidas em torno do aniversário e da Escuderia. Num breve discurso referiu que “a Escuderia conta com 55 anos de história e momentos muito significativos – que nunca poderão ser esquecidos – mas que devemos ter a ambição, vontade e desejo de se fazerem mais 55 anos com mais vitalidade do que a que atualmente temos. Vitalidade que depende de todos os jovens, que estão presentes neste aniversário, por forma a que seja garantida a sucessão e que a Escuderia não pare nunca!”.

Nesta altura, o Presidente da Escuderia, passa a palavra ao Dr. Leopoldo Rodrigues (Presidente da Junta de Freguesia de Castelo Branco) que começou por agradecer o convite endereçado à Junta, recordando o primeiro contacto que teve com o Presidente da Escuderia e a sua forma aguerrida de viver o amor pela mesma, contando esse mesmo episódio caricato. Leopoldo Rodrigues continua dizendo que “a Escuderia leva o nome de Castelo Branco além das fronteiras do próprio distrito”, referindo que “aquilo que gostamos mais de ver na Escuderia é a forma como todos vestem a camisola, para garantir que tudo corra bem (em todas as provas), sendo esta uma forma especial de voluntariado e de promover a região, sendo interessante a forma como a Escuderia “vende” o nome de Castelo Branco”.

O Presidente da Junta recorda ainda o facto de que “estamos encostados à fronteira com Espanha. Muitas vezes não se lembram de nós nos lugares de decisão e nós temos (e os carros são bons para isso, porque fazem muito barulho) que fazer barulho. Temos que fazer com que os outros saibam que existimos, que temos capacidade para organizar e promover Castelo Branco”. Leopoldo Rodrigues termina desejando “que não vos falte (à Escuderia e associados) a força para continuar com esta obra. Há grandes desafios para a Escuderia, mas tenho a certeza absoluta que se continuarem com esta força e esta garra, esses desafios serão realizados e ultrapassados”, desejando ainda “que venham mais 55 anos”.

Após estes dois breves discursos cantaram-se os parabéns, tendo-se convidado os dois sócios mais antigos, presentes na sede, para soprarem as velas do bolo comemorativo dos 55 anos. Coube a tarefa aos sócios Manuel Rolo e Carlos Tomás.

A Escuderia Castelo Branco recorda que no próximo mês de junho, nos dias 22 e 23, irá decorrer o Rali de Castelo Branco. Prova que irá regressar aos míticos troços de Vila Velha de Rodão.

Não lhe é permitido comentar.