faceralis

 

ilhaverdade

gilacoresA jornada inaugural do Campeonato de Portugal de Ralis Duas Rodas Motrizes não correspondeu aos objetivos traçados para a dupla Gil Antunes/Diogo Correia. Em Fafe, um problema elétrico acompanhou-os desde a primeira classificativa e levou, posteriormente, à desistência. A CRN Competition chegou depois à conclusão que "o problema estava relacionado com um sensor do motor que estava danificado e fazia com que o Renault Clio R3T entrasse em safe mode", disse o piloto.

Por isso, para o Azores Rallye, o navegador salientou que "é ainda mais importante sairmos com o máximo de pontos possível porque já estamos a zeros na primeira prova da temporada". A concorrência, no CPR 2RM, é pouca, mas este é um dos ralis mais difíceis do calendário já que, sendo uma prova do Europeu de Ralis, tem um itinerário mais extenso e obriga a uma maior estratégia de gestão da prova.

Sendo esta a segunda prova da temporada, e depois de não terem concluído os quilómetros completos da anterior, a dupla continua a ação social com a Casa do Gil. De recordar que, por cada quilómetro cronometrado, vão ser doados legumes e frutas às crianças e jovens da instituição.

Não lhe é permitido comentar.