faceralis

 

posvendaclick
 

appaA APPA reagiu em comunicado no seu facebook à "não" proposta da FPAk para os N5 em Portugal. Aqui fica o comunicado na integra.

A APPA desiludida com a aprovação dos N5

O comunicado da FPAK hoje emitido relativamente aos "N5" consegue ser mais negativo do que uma objectiva e liminar recusa desta classe nas competições Portuguesas. Nada do que foi por nós proposto se encontra contemplado neste formato, demonstrando até uma incompreensão quanto ao objectivo desta classe.

Em momento alguma a APPA defendeu a mera criação de um troféu N5, sendo este apenas uma eventual mais-valia. O que apresentámos foi uma classe N5 aberta a todos e de "corpo inteiro" nos campeonatos.

A base de toda a nossa argumentação, sempre foi a necessidade de preencher a lacuna entre os R5 e os 2WD com uma viatura 4WD mais acessível. Nunca foi proposta a criação de um troféu satélite de espectro extremamente limitado no que diz respeito às provas que pode disputar, com pontuações e pódios autónomos.

Importa, neste momento, esclarecer cabalmente o que a APPA apresentou e defendeu, e as razões que o justificam.

- Criação de uma classe N5:

É por demais óbvio que apenas é interessante a criação de uma classe sem quaisquer limitações de participação nos campeonatos. Só assim se conseguem justificar os investimentos que necessariamente as equipas terão que fazer.
A FPAK apenas propõe a criação de uma classe limitada a um troféu para 2019. Não é aceitável que a Federação "peça" a uma equipa que adquira uma viatura que poderá estar condenada a não poder disputar provas caso o troféu deixe de existir. A classe N5 deve ser garantida por um prazo razoável, no qual os investimentos possam ser amortizados.
No nosso entender, as classes dão origem aos troféus, não o contrário. Estas definem a estrutura necessária ao desporto, os troféus apenas a potenciam.

- Restritor de 30mm

Antes de apresentar esta situação à FPAK, a APPA fez uma análise exaustiva da performance das várias viaturas N5 que correm nos campeonatos de Espanha.
É absolutamente claro que os N5 com motores e turbos de série (como os que defendemos para Portugal) e um restritor de 34mm ficam a cerca de 2seg/Km atrás dos R5 e 1seg/km à frente dos 2WD. É inquestionável que com um restritor inferior a classe deixa de estar posicionada onde é necessária e fundamental.
Com o restritor de 30mm imposto pela FPAK, esta classe pura e simplesmente deixa de fazer sentido.

A APPA sempre defendeu e continua a defender a sua perspectiva para o desenvolvimento e real promoção do Desporto Automóvel e os N5 afiguram-se como um dos passos cruciais neste caminho.

Uma boa ideia nunca será capaz de se implementar sozinha com sucesso. É preciso que a FPAK, responsável pelo desporto automóvel, seja capaz de o fazer de forma correcta, estando a APPA sempre disponível para contribuir neste sentido.

Os pilotos que manifestaram o seu interesse e apoio à introdução desta classe sempre o fizeram nos pressupostos que a APPA apresentou e defende. Tendo em conta a desvirtuação da nossa proposta não é de todo licito assumir que o interesse se possa manter nestes moldes.

É nossa opinião, que o formato imposto pela FPAK é totalmente desprovido de interesse ao automobilismo em Portugal.

Não lhe é permitido comentar.