faceralis

 

posvendaclick
 


O piloto do Sporting Clube de Portugal, Rafael Cardeira, regressou este fim-de-semana à competição, participando no Rallye Vidreiro Centro de Portugal – Marinha Grande 2018, primeira prova em asfalto do Campeonato de Portugal de Ralis. A correr em casa, o piloto marinhense enfrentou várias adversidades para concluir a prova no 2.º lugar da classe RC5, subindo ao pódio final em São Pedro de Moel.

Depois da primeira especial do rali ter sido neutralizada, Cardeira acabou por sofrer um furo logo nos primeiros quilómetros da segunda PEC que o obrigou a mudar o pneu, deitando desde cedo por terra as esperanças do piloto de alcançar um bom resultado nesta prova que tanto lhe diz. "Neste rali aconteceu-nos de tudo. Sofremos um furo logo no início da especial e fomos obrigados a parar para trocar o pneu. Situações destas acontecem nos ralis, mas a verdade é que isto nos deixou numa posição muito difícil, numa altura em que estávamos moralizados para alcançar um bom resultado, principalmente pelo apoio incrível que recebemos dos sportinguistas e dos marinhenses tanto no parque de assistência como nas especiais", explica o piloto.
Apesar do infortúnio, Rafael Cardeira não baixou os braços e iniciou uma tentativa de recuperação logo início do segundo dia do evento, procurando aproximar-se dos seus mais diretos adversários. Apesar do estado do tempo não colaborar, de alguns problemas na caixa de velocidades e ainda uma pequena saída de estrada, a verdade é que Cardeira acabaria por conseguir recuperar e ascender à segunda posição da classe RC5.

"A manhã do segundo dia de competição voltou a não ser fácil. O estado do tempo complicou a vida a todos os pilotos e nós não fomos excepção. No período da tarde o Renault Twingo RS voltou a provar a sua fiabilidade e isso notou-se no ritmo imposto. Não concretizámos o objetivo de alcançar a primeira vitória de leão ao peito, mas o resultado acabou por não ser negativo. Já estamos a trabalhar para conseguir um bom resultado no Rali de Castelo Branco", avançou determinado o piloto marinhense que terminou a prova na nona posição entre os concorrentes em carros de duas rodas motrizes.

Não lhe é permitido comentar.