faceralis

 

banner-ralis-online 1
 

ARMINODVENCom uma exibição a roçar a perfeição, Armindo Araújo obteve a terceira vitória consecutiva no Campeonato de Portugal de Ralis, sendo a quarta da sua carreira na prova organizada pelo Clube Automóvel da Marinha Grande.

Se ainda poderia haver dúvidas sobre a prestação do líder do campeonato no asfalto, elas ficaram completamente desfeitas, depois de uma performance de gala perante uma concorrência que não teve argumentos para acompanhar o piloto da Hyundai, que demonstra cada vez mais classe ao volante do I20 R5.

Ao gerir todos os momentos do rali, Armindo Araújo já está lançado para o título, que em condições normais parece que não lhe irá fugir.

Cada vez mais entrosado com o Skoda Fabia R5, Ricardo Teodósio esteve sempre na luta pelo segundo lugar, e assim que agarrou esse lugar, no 5º troço, ainda estava em posição de atacar Armindo Araújo, mas rapidamente também percebeu que tinha um grande resultado na mão e que a concorrência atrás de si estava cada vez mais longe. Sem dúvida que o piloto algarvio está no bom caminho, como se prova pelo troço ganho à geral.

Pedro Meireles continua numa fase de menor fulgor, onde não consegue nem vencer troços nem lutar pelas vitórias, mesmo que a sua regularidade lhe permita andar sempre pelos lugares do pódio, como o demonstra mais este terceiro lugar à geral.

Mesmo tendo terminando no 4º lugar, José Pedro Fontes, que recorreu de novo ao DS3, está longe do piloto bicampeão que vimos no passado, demonstrando sempre algum receio (o que é normal), isto apesar do seu carro também não ter estado nas melhores condições ao nível do motor.

O "velhinho" Adruzilo Lopes foi igual a ele próprio e com o Porsche fez o possível (venceu um troço à geral) para se imiscuir entre os mais rápidos, levando como prémio a vitória nos GT.

Miguel Barbosa parecia que poderia ter lutado pela vitória, mas o piloto de Lisboa continua com demasiados azares no seu Skoda (dois furos) que mais uma vez o deixou fora da luta pelos primeiros lugares. Manteve contudo a promessa, através do seu andamento, que poderá ainda vencer este ano.

Num rali com alguns altos e baixos, Pedro Antunes teve uma justa vitória nas duas rodas motrizes, ficando na frente de Daniel Nunes que assim consolida a sua liderança na competição, que nesta prova ganhou mais um concorrente de peso, António Costa, que fez uma belíssima prova.

Joaquim Bernardes Venceu nos Clássicos, André Cabeças levou a melhor na Taça de Ralis FPAK, num rali muito complicado quer no primeiro dia, devido ao brutal acidente de Carlos Vieira e, no segundo dia, devido a chuva que caiu nos troços e que complicou muito a vida dos pilotos.

LÍDERES SUCESSIVOS
Armindo Araújo (Pec 1 a 10)

VENCEDORES DE TROÇOS
Armindo Araújo (8); Ricardo Teodósio (1); Adruzilo Lopes (1)

CLASSIFICAÇÃO FINAL
finalvidreiro18

 

Não lhe é permitido comentar.