faceralis

 

posvendaclick

neuville2diaO segundo dia do Rali de Portugal teve poucas alterações na classificação entre os primeiros da geral, com o belga Neuville a controlar todas as investidas da concorrência e atacar nos momentos certos para acabar o dia com quase 40s de vantagem, ficando com a vitória mesmo à mão de semear.

Apenas Evans tentou com o seu Ford ameaçar Neuville, mas nos momentos cruciais não teve pneus para se impor, até porque a gestão de pneus do belga permitiu-lhe estar mais forte, nomeadamente nas duas passagens pelos 37 Kms de Amarante.

Também Sordo não teve andamento para Neuville e Evans, apesar de estar no pódio, sempre pressionado por um surpreendente Suninnen, que na sua estreia em Portugal com um WRC está a ter uma prova de grande nível.

Para Lappi está a ser um rali muito difícil, pois tem a obrigação de defender a honra da Toyota (num rali que foi desastroso para a marca nipónica), estando numa confortável 5ª posição, lugar a que ascendeu logo no primeiro troço do dia.

Destaque pela negativa para Meeke, por um lado por ter desistido por despiste, mas por outro pela violência do embate que felizmente não trouxe consequências físicas para o piloto.

LÍDERES SUCESSIVOS
Tanak (Pec 1); Paddon (Pec 2); Meeke (Pec 3); Sordo (Pec 4); Meeke (Pec 5); Paddon (Pec 6); Neuville (Pec 7 a 15)

VENCEDORES DE TROÇOS
Tanak (1), Paddon (1); Meeke (2); Sordo (1); Neuville (5); Latvala (2); Evans (2); Ogier (1)

CLASSIFICAÇÃO SEGUNDO DIA

Não lhe é permitido comentar.