faceralis

 

usados

araujoArmindo Araújo lidera o Nacional de Ralis no Rali de Portugal, estando com uma vantagem de 9,3s para Miguel Barbosa, que foi o piloto que venceu a maioria dos troços disputados.

Num jogo do gato e do rato, Araújo foi gerindo sempre a sua vantagem para Barbosa, mas quando faltam 3 especiais, tudo está em aberto quanto à vitória.

Destaque para a desistência de Joaquim Alves, por despiste, ele que foi o primeiro líder da prova, para Pedro Meireles que viu a caixa de velocidades do seu Skoda ceder ainda na fase inicial do rali obrigando o piloto da desistir, isto depois do golpe de teatro que foi a estreia do Citroen C3 R5 de José Pedro Fontes, que nem chegou a arrancar para a prova devido a um problema elétrico.

Com tanta incidência Diogo Salvi subiu ao pódio do nacional de ralis, mas a mais de 9 minutos de diferença, enquanto Daniel Nunes é o quarto classificado da geral (foi segundo da Copa Peugeot), sendo ainda o líder da classificação reservada às duas rodas motrizes, estando na frente de Gil Antunes.

 

Não lhe é permitido comentar.