faceralis

 

posvendaclick
 


Quarta prova do Campeonato de Portugal de Ralis (CPR), o Vodafone Rali de Portugal é um momento especial para Joana Barbosa e a navegadora Sofia Mouta, que vão tentar colocar o Ford Fiesta R2T no final do famoso evento pontuável para o Campeonato do Mundo FIA (WRC).

Depois da estreia no Rali de Portugal em 2017, onde conseguiu um positivo 4º lugar na prova dos 2 Rodas Motrizes do CPR, Joana Barbosa já sabe o que a espera no rali mais popular e mediático da temporada.

A ronda do ACP Motorsport é normalmente muito dura para os concorrentes do Campeonato de Portugal, devido à quantidade de carros em prova, mas Joana Barbosa destaca o enorme desafio de percorrer alguns dos troços mais famosos dos ralis mundiais.

"É sempre um rali muito especial por vários motivos", aponta a piloto de Braga. "Primeiro de tudo porque o Rali de Portugal tem troços espetaculares, apesar dos pisos no ano passado estarem muito degradados na altura em que nós passámos. Depois, pelo apoio do público e pela envolvência do próprio rali, onde estamos lado a lado com a estrelas do Mundial. Por outro lado é uma prova com um grande retorno para os patrocinadores e especiais como a de Lousada e a Porto Street Stage são excelentes oportunidades a esse nível. O nosso grande objetivo é chegar ao final da prova do CPR e, se possível, continuar até ao final do rali do WRC. Não será fácil mas pelo menos já temos a experiência do ano passado e vamos tentar gerir o carro da melhor forma", referiu Joana Barbosa, que como habitualmente será navegada por Sofia Mouta.

Não lhe é permitido comentar.

RALIS ONLINE TV