facebook

 

posvendaclick 

barbosafimmorDepois de ter confirmado na etapa inaugural do Campeonato Portugal de Ralis 2018 ser um forte candidato ao título, Miguel Barbosa provou, no Rali de Mortágua, estar entre os mais rápidos, mas um percalço quando liderava a prova impediu o piloto do BP Ultimate Vodafone Skoda Team de se manter na luta pela vitória.

Miguel Barbosa que fez dupla com Hugo Magalhães aos comandos do Skoda Fabia R5 iniciou o Rali de Mortágua vencendo as duas primeiras super especiais disputadas em Águda, mas um erro na super especial de Mortágua acabou por condicionar todo o restante rali.

"Cometemos um erro ao dar mais uma volta numa das rotundas que faziam parte do traçado da Super Especial. Isso levou a que nos fosse atribuído o pior tempo da nossa classe e ainda mais três minutos de penalização. Todas as ambições naturais que tínhamos para esta prova ruíram com uma penalização que me parece excessiva para este tipo de infração da qual não tirámos qualquer benefício. A partir daí apenas nos restou tentar minimizar o prejuízo recuperando as posições possíveis. Vencemos três das sete especiais seguintes e provámos que tínhamos condições de lutar pela vitória na prova. Temos a noção de estar no bom caminho. A equipa tem feito um excelente trabalho, mas a competição é mesmo assim e tudo faremos, nas próximas provas, para tentar reverter esta situação menos feliz", explicou o piloto no final da corrida.

Não lhe é permitido comentar.