facebook

 

posvendaclick 

ogiervence(POR RICARDO NASCIMENTO)

A M-Sport abriu um precedente na Suécia, a FIA fez um pedido às equipas para não se repetir as situações de penalizações de atraso, mas nenhuma garantiu que não acontecesse porque o regulamento permite e já aconteceu. A situação adivinhava-se e aconteceu mesmo com dois pilotos que obrigou a uma reorganização rápida para as partidas da Power Stage e vai voltar a acontecer mais vezes, enquanto a especial com pontos de bonificação continuar a ser a última de um rally.

Logo na primeira especial do dia, Sébastien Ogier conseguiu dilatar ainda mais a sua vantagem, apesar de poupar pneus para a Power Stage, onde obteve 4 pontos com o segundo tempo, mas mais importante foi a quarta vitória no México, a segunda da temporada e o regresso à liderança do campeonato.

Kris Meeke travou tarde para uma das últimas curvas da primeira especial, caiu numa vala e colocou a porta do navegador do C3 WRC no chão, acabando por ser ajudado pelos espetadores que se encontravam no local e conseguir terminar a especial. Com apenas metade da asa posterior, Meeke baixou para a terceira posição e a prioridade foi mesmo manter esse lugar, sem pensar em pontos da Power Stage.

Dani Sordo teve azar no dia anterior, mas hoje beneficiou do erro de Kris Meeke para regressar ao segundo lugar. O espanhol ainda voltou a furar um pneu na derradeira especial, mas estava radiante com o excelente segundo lugar, numa temporada que vai fazer apenas metade dos rallies.

Apesar da quarta posição final, Andreas Mikkelsen esteve meio apagado e praticamente, foi sobrevivendo durante ao rally para terminar a quase 2 minutos de Ogier, quando ontem no inicio do dia, estavam separados por menos de 2 segundos.

Sébastien Loeb foi segundo na estrada e chegou a comentar que se divertiu nos pisos mais soltos, o que não acontecia há muito tempo ao francês. O eneacampeão WRC está de regresso no rally seguinte que se disputa na Córsega, onde se espera novamente, uma boa prestação do francês.

Thierry Neuville foi um dos pilotos que optou por penalizar e partir mais atrás na Power Stage, mas o belga não conseguiu melhor dos que a quarta melhor marca, obtendo ainda assim mais 2 pontos, para além dos 8 da sexta posição final.

Jari-Matti Latvala era dos primeiros na estrada, mas isso não o impediu de realizar um bom tempo na Power Stage que só acabaria por ser batido por dois pilotos que vinham mais atrás. Latvala ainda subiu mais um lugar no derradeiro dia, para terminar na oitava posição final.

Esapekka Lappi e Teemu Suninen subiram mais uma posição cada, mas não foi o suficiente para conseguirem chegar ao top 10, nem pontos na Power Stage.

Tal como o belga da Hyundai, Ott Tänak, também optou por penalizar na partida da Power Stage e acabou mesmo por conseguir os 5 pontos do melhor tempo e não sair em branco do México.

Pontus Tidemand fez mais um passeio no derradeiro dia, para conseguir a primeira vitória do ano no WRC2, passar para primeiro do campeonato e marcar os primeiros pontos entre os principais, com a sétima posição final.

VENCEDORES DE TROÇOS:

Thierry Neuville (1); Kris Meeke (5); Dani Sordo (3); Teemu Suninen (1); Sébastien Loeb (3); Ott Tänak (5); Sébastien Ogier (5); Andreas Mikkelsen (1); Jari-Matti Latvala (1)

LÍDERES DO RALLY:

Thierry Neuville (SS1); Kris Meeke (SS2); Dani Sordo (SS3 a 10); Sébastien Loeb (SS11 a 13); Sébastien Ogier (SS14 a 22)

POWER STAGE:

1º Ott Tänak; 2º Sébastien Ogier; 3º Jari-Matti Latvala; 4º Thierry Neuville; 5º Andreas Mikkelsen

PRINCIPAIS ABANDONOS:

2 Elfyn Evans / Daniel Barrit (GB) Ford Fiesta WRC (Daniel Barrit magoou-se no acidente

CLASSIFICAÇÃO FINAL
dia3MEXICO19

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Não lhe é permitido comentar.