facebook

 

posvendaclick 

yarisFoi apresentado nas instalações do Casino da Madeira o MODILOGOS/DMACK/Yaris Cup 2018, a mais antiga competição monomarca no ativo.

São cerca de 8 equipas que vão lutar ao longo do Campeonato da Madeira de Ralis pelo título do Troféu Yaris que na época passada foi ganha pelos irmãos Vítor e Carlos Ferro.

Repetem as participações cerca de 4 equipas, das quais destacam-se os vice-campeões Narciso Andrade e Rubina Mendonça, Tiago Neves que este ano terá a companhia da sua irmã Adriana, Bruno Gouveia navegado por Marina Marques e o Edgar Sousa navegado pelo Aléxis Freitas, ambas duplas de jovens pilotos que continuam a sua aprendizagem nos ralis.

São também 4 as duplas em estreia absoluta no troféu, casos do Bruno Rodrigues que após um vasto currículo como navegador passou para o volante do Toyota Yaris e será navegado por um co-piloto muito experiente o Válter Serrão. O André Camacho, mais um piloto com experiência em viaturas mais evoluídas como o 306 Maxi Kit-Car
e o Mitsubishi Lancer Evo VII que será navegado também por um dos mais experientes navegadores, o Sílvio Malho.

Um dos grandes destaques do troféu esta época é a participação de uma dupla que vem fora da região o caso do Pedro Gaspar e Vítor Craveiro que vêm do Fundão e da Covilhã.

Em estreia absoluta nos ralis será o caso do Miguel Ornelas que será navegado por João Sousa.

O Troféu Yaris vai participar em apenas 7 das 8 provas do Campeonato da Madeira de Ralis, deixando de fora apenas o Rali do Porto Santo por decisão de todos os que participam nesta competição.

Esta época o patrocinador principal do Troféu será a DMACK que equipará exclusivamente todas as viaturas, sendo que este ano os 3 melhores classificados em cada prova receberão o prémio de 2 pneus para o vencedor, 1 para o segundo classificado e 50% de desconto na compra de um pneu ao terceiro classificado.

No "MODILOGOS DMACK Yaris Cup 2018" são admitidas única e exclusivamente veículos da marca Toyota, modelo Yaris NCP10, que obedeçam às especificações definidas na ficha de homologação FIA A-5619 sendo a viatura inscrita RC5 no Grupo A - (até 1400cc), nos termos da regulamentação FPAK. O peso mínimo da viatura é de 840 kg.

No que respeita à classificação a cada prova será de 20 pontos para o vencedor, 17 para o segundo, 15 para o terceiro e 13 ao quarto. No Rali Vinho Madeira a classificação será contabilizada por duas etapas com 10 pontos para o 1o classificado, 9 para o segundo e 8 para o terceiro.

Esta época a exemplo do ano passado haverá a Power Stage, sendo que na última especial de classificação de cada prova, serão atribuídos pontos bónus às equipas mais rápidas nessa especial que acrescerão aos pontos obtidos na classificação, os seguintes pontos de bónus: 1o 5 Pontos; 2o 4 Pontos; 3o3Pontos;4o2Pontose5o1 Ponto.

Rali Vinho Madeira terá uma classificação para cada etapa, sendo a Power Stage a ultima PEC de cada etapa.

A comissão organizadora está a cargo do Énio Andrade e Ilídio Sardinha como responsáveis do Troféu, Pedro Barbosa em representação do patrocinador DMACK, Nuno Fernandes em representação da AMAK, Francisco Tavares representante do concessionário Toyota e como comissário técnico Marco Nóbrega.

A primeira prova do campeonato é já no próximo fim-de-semana com a realização do Rali de São Vicente.

As equipas:

Narciso Andrade/Rubina Mendonça: O vice-campeão de 2017, Narciso Andrade, é o piloto mais experiente a participar no troféu, são cerca de 57 ralis. Estreou-se em 2002 no Rali Luís Mendes ao volante do Opel Corsa A, no palmarés conta com vitórias no Troféu Auto B. V. Competições em 2002 e 2003. A estreia no Troféu Yaris foi em 2016 com um 4o lugar, em 2017 foi vice-campeão do Troféu Yaris conseguindo ser o melhor Yaris no Rali Vinho Madeira.

A paixão de Narciso Andrade pelos ralis começou desde os anos 90 quando acompanhava a Rampa da Boa Morte que passava junto à sua habitação.

Entre as viaturas que Narciso já pilotou foram o Opel Corsa A, viatura que se estreou, Toyota Starlet, Peugeot 206 e por fim o Toyota Yaris.

A Rubina Mendonça estreou-se em 2009 no Rali de Santa Cruz num Toyota Yaris, navegou pilotos como Narciso Andrade e

Paulo Andrade num total de 22 ralis competidos. O seu entusiasmo pelos ralis surgiu pela amizade e convivência com pessoas ligadas aos ralis.

André Camacho/Sílvio Malho: O André Camacho é talvez dos pilotos na caravana do troféu que mais viaturas diferentes pilotou, desde o Peugeot 306 Maxi, o Mitsubishi Lancer EVO VII, CItroën Saxo Cup, Opel Corsa A e FIAT
Cinquecento.

Sílvio Malho é também um dos Navegadores mais experientes do troféu, estreou-se em 2005 na Rampa do Monte, já navegou vários pilotos experientes como Filipe Silva, Paulo Andrade (vencedor do Ttroféu Yaris), Noel Rebelo e Sérgio
Ascenção. Sílvio já teve a sua experiência ao volante do Toyota Starlet em 2006 no Rali do Nacional e no Faial.

Tiago Neves/Adriana Neves: É o segundo ano de Tiago Neves nos ralis e procura continuar a sua evolução esta época com a experiência da sua irmã Adriana Neves que se estreou como navegadora ao lado de André Silva.

Bruno Gouveia/Marina Marques: Também voltam a repetir a sua participação nos ralis, é o segundo ano desta dupla a competir e procuram este ano evoluir mais e chegar mais próximo dos lugares da frente da competição.

Edgar Sousa/Aléxis Freitas: É o segundo ano também a competir para Edgar Sousa que é acompanhado por Aléxis Freitas e vão procurar este ano evoluir ao máximo com objetivo de ganhar o campeonato. Na época passada foram melhor Toyota Yaris no Rali de Santa Cruz, 2o classificados no Rali Vinho Madeira e 3o em Câmara
de Lobos, disputaram a Rampa do Paúl do Mar ao volante de um Citroën C2.

Bruno Rodrigues/Válter Serrão: Depois de tantos anos a navegar bons pilotos, Bruno Rodrigues passa agora para o volante do Toyota Yaris, na época passada participou em algumas rampas com bons resultados. Bruno fará dupla com Válter Serrão também um navegador muito experiente que conta com o título de navegador Campeão

Regional Open com Gabriel Fernandes.

Miguel Ornelas/João Sousa: Vindos do Karting, Miguel Ornelas e João Sousa vão fazer a sua estreia absoluta em ralis.

Pedro Gaspar/Vítor Craveiro: Esta dupla vem de solo continental mais precisamente do Fundão e da Covilhã, e como acompanham a vários anos esta competição, vão se deslocar à Madeira com o seu próprio carro para competir. Pedro Gaspar e Vítor Craveiro estrearam-se nos ralis em 2017.

Declarações:
Ilídio Sardinha (responsável pelo Troféu Yaris): "Vai ser um ano muito bom a nível de campeonato da Madeira de ralis com muito mais inscritos, e uma vez mais os Yaris fazem parte desta caravana. É obra termos este ano a correr 8 carros, havendo o ainda a possibilidade de mais alguma viatura vir a participar no campeonato. Este troféu vai acontecer fruto do trabalho e dedicação da pessoa do Sr. Énio Andrade que é o mentor deste projeto.
O Troféu à imagem dos anos anteriores vai ser muito competitivo, sabemos que toda gente vai questionar se os carros são todos iguais, não são mas estão todos legais.

Agradecimento aos pilotos, ao Sr. Francisco Tavares da Mendes Gomes, que sempre apoiou este troféu, à MODILOGOS da Sra Carina, à Incentiva Aromas do Agostinho, a RN Design do Ricardo, ao MaisRalis do Emanuel, o Sr. Nuno da Tech Usados, ao Pedro Barbosa da Auto Barbosa em representação da DMACK, ao Casino da Madeira que nos deu a honra de fazer a apresentação nas suas instalações, ao Felisberto e Marco Nóbrega responsáveis pela promoção e Marco Nóbrega o nosso comissário técnico. Só queremos estar com quem quer estar conosco.

2018 vai ser um ano bom a todos os níveis, vamos ter mais carros que em 2017 e vamos ter um extra que será a luta com outro troféu na mesma classe o DS3. Mas vamos manter o nosso papel como temos nos últimos anos, somos modestos, humildes e principalmente corretos."

Énio Andrade (responsável pelo Troféu Yaris): "Este ano não foi muito fácil, começamos a preparar tudo na altura certa, as coisas estavam bem encaminhadas quando houve quem tentasse tirar o tapete ao Troféu Yaris a ver se ele abanava, só que já temos uma base muito forte que não nos abalou. Conseguimos reunir e garantir as coisas, e até que estão melhores e assim continue."

Pedro Barbosa (em representação da DMACK): "Agradecer todos os pilotos e a organização do troféu para uma vez mais contarem com o nosso apoio. É um troféu animador, que anima sempre o campeonato de ralis da Madeira. Quem me dera a mim que também nos Açores tivéssemos um troféu sempre tão bem organizado entre pilotos como há aqui na Madeira. Por isso é de louvar."

Não lhe é permitido comentar.