faceralis

 

posvendaclick

pedrokitA convite da Oreca, preparador francês que detém o direito de fornecer os novos Kits R4 de ralis da FIA deu continuidade, Pedro Almeida esteve ao volante da viatura utilizada no Rally du Var em França, com vista aos derradeiros testes de desenvolvimento do Kit R4.

O jovem piloto de Famalicão teve a oportunidade de desvendar as potencialidades e mais valia dos componentes que compõe este R4. Um novo segmento de viaturas para os ralis, posicionando-se abaixo dos R5, mas significativamente acima dos R3. Dentro de alguns dias, o kit será inspecionado para aprovação pela FIA e poderá então ser entregue às primeiras equipes interessadas nesta categoria.

Após algumas passagens na "baquet" habitualmente reservada aos navegadores, Pedro Almeida teve oportunidade de conduzir o "preparado" Toyota com as performances R4: "É um carro muito bem concedido que perdoa facilmente os erros que cometemos, graças às afinações do chassi e restantes componentes. É como conduzir um karting! Tem uma enorme agilidade, muita facilidade em encontrar tração mesmo nas condições mais adversas, sendo previsível na condução e dando muita segurança. O motor é potente com um binário agradável, permitindo tirar largo prazer de condução e competitividade, face aos carros mais evoluídos, mas progressivo; a caixa está muito bem escalonada; a suspensão brilhou, apresentando já uma grande evolução e com um comportamento bastante agradável face ao piso irregular em que foi feito o teste, e permitindo disfrutar de uma condução divertida", salientou o mais recente vencedor do Rali de Famalicão.

O teste em piso de asfalto, foi muito curto, não permitindo naturalmente a melhor adaptação, sendo, no entanto, "muito reconfortante para um jovem como eu, pensar que este pode ser o futuro, com muitos argumentos para seduzir jovens pilotos com ambições", salientou Pedro Almeida, que esta ano já teve a oportunidade de conduzir em competição o Clio R3 e o Skoda S2000, justificando por isso as mais valias deste R4: "De fácil adaptação, comparado com os carros que utilizei no Trofeu Pirelli no campeonato Galego e, mais recentemente o Skoda no Rali de Famalicão e de Águeda. Em termos comparativos com o R3 e o S2000, o jovem piloto da equipa NHSport não hesita em colocar o R4 num patamar elevado: "O R4 apresenta aspetos similares ao S2000 sendo as grandes diferenças o facto de ser um carro turbo, não transmitindo muito a noção da velocidade tão acentuada quanto o Skoda. Para um mero espetador, na passagem de ambos, a não ser que seja conhecedor de facto, não denota diferenças".

Não lhe é permitido comentar.