facebook

fabrica

pirelliA Pirelli porá um ponto final no seu ano sabático no Mundial de Ralis e regressará na próxima época ao WRC, uma competição onde a marca italiana tem marcado presença desde a sua edição inaugural, em 1973, e onde conta com um palmarés que reflete 181 vitórias e 25 títulos.

A Pirelli homologou pneus tanto para a nova geração de carros do WRC como para os da categoria de promoção WRC2, com o objetivo de oferecer o máximo rendimento e durabilidade em todas as superfícies.

Além disso, a Pirelli tornar-se-á no fornecedor exclusivo do Campeonato Mundial de Rali Junior a partir da próxima época. Este certame é dedicado a pilotos nascidos a partir de 1 de janeiro de 1989, onde competirão ao volante de Ford Fiesta R2 idênticos. O Campeão da prova pilotará, em 2019, um Fiesta R5 no WRC2, numa temporada em que terá apoio no carro, nos pneus, no combustível e nas inscrições nos ralis.

Esta iniciativa retoma a longa tradição da Pirelli em apoiar os jovens talentos do futuro do WRC, via programas históricos como o Pirelli Star e a WRC Academy. Estas categorias de promoção impulsionaram nomes do calibre de Craig Breen, Elfyn Evans, Hayden Paddon ou Ott Tanak até ao topo deste desporto como pilotos oficiais. Também o atual Campeão do Mundo, Sebastien Ogier, obteve o seu título Junior de 2008 ao volante de um carro equipado com pneus Pirelli.
A marca do P Longo desenvolveu para a próxima edição do WRC uma nova gama de pneus P Zero e Scorpion, para asfalto e terra, respetivamente, aos quais se junta uma variante Sottozero específica para gelo e neve (disponível com e sem pitons).

No asfalto, a Pirelli propõe um novo P Zero RK5A e o seu homónimo mais macio RK7B. No caso de asfalto molhado, a marca italiana conta com o Cinturato RWA. Os três pneus estreiam uma nova estrutura e composto com o propósito de aumentar a aderência e o rendimento em comparação com os seus predecessores, graças a uma seleção de tecnologias patenteadas.

Para terra, a Pirelli introduz o novo Scorpion K4 Reinforced, que se junta a um Scorpion K6 Reinforced mais macio. Além de serem extremamente rápidos, o reforço extra proporciona uma maior proteção anti-furos, inclusive em condições off-road mais severas. Ambos os pneus estreiam ainda uma nova banda de rodagem desenhada para melhorar a manobrabilidade e a agilidade ao volante.

A Pirelli também propõe um pneu específico para duas provas muito especiais do calendário, Monte Carlo e Suécia. Para estas desenhou uma nova geração do pneu Sottozero: o Sottozero B para o clássico monegasco e o Sottozero Ice (com pitons) com destino ao encontro sueco. No seu design utilizaram tecnologia patenteada com o objetivo de assegurar a retenção dos pitons no pneu e uma ótima aderência na totalidade do mesmo.

O responsável pelas competições automobilísticas da Pirelli, Mario Isola, salientou que "a longa e bem-sucedida história da Pirelli no Campeonato do Mundo de Ralis, associada aos melhores carros e pilotos da história deste desporto, torna a decisão de regressar numa questão natural. Desenvolvemos pneus à medida das múltiplas exigências do WRC, aproveitando para tal algumas das lições aprendidas na Fórmula 1, o que supõe uma vantagem competitiva sem comprometer a fiabilidade do produto final. Estamos especialmente contentes, em particular, por regressar ao Campeonato Junior, já que encaixa na perfeição na nossa filosofia de apoio a jovens talentos".

Além dos compromissos no WRC (que arranca a 22 de janeiro com a disputa do Rali de Monte Carlo), a Pirelli continuará envolvida no Campeonato da Europa de Ralis, cenário no qual competem muitos jovens pilotos com o objetivo de progredir desportivamente e no qual a marca italiana levantou os três últimos títulos pela mão de Kajetan Kajetanowicz. Nesta prova, a Pirelli também fornecerá os seus pneus para o Campeonato Europeu Junior Sub 27, que se disputa com carros da categoria R2.

Tudo isto significa que a Pirelli, líder mundial no segmento de pneus de altas prestações, é também a referência no que concerne à projeção de jovens talentos – e o seu impulso até ao topo dos ralis.

Não lhe é permitido comentar.