facebook

fabrica

medronhoNos dias 1 e 2 de dezembro, a Escuderia Castelo Branco organiza a derradeira prova do campeonato regional de ralis centro, o Rali de Oleiros - Rota do Medronho. A prova que fecha a temporada desta competição realiza-se na região do Pinhal Interior que este ano tanto sofreu com os incêndios. Para além de ser um evento desportivo, vai ter um forte cariz solidário no sentido de recuperar a região e a floresta.

O desafio proposto pela Escuderia Castelo Branco aos concorrentes que vão participar no Rali de Oleiros é marcado por troços técnicos e exigentes. Sempre em piso de asfalto, a prova costuma ser muito disputada e as expectativas em torno da competição são elevadas.

Mas a edição deste ano vai muito além da componente desportiva. Sensibilizados pelas dificuldades vividas na região por força dos incêndios que tanta devastação provocaram, os responsáveis da Escuderia Castelo Branco decidiram transformar a prova num rali solidário. Parte da inscrição das equipas vai ser utilizada para a compra de árvores que contribuirão para a reflorestação da região.
Depois do apuramento das necessidades por parte da autarquia, ficou definido que esta era uma das áreas em que a intervenção tinha de ser mais forte. Em parceria com a Citroviveiros, propriedade de Miguel Vaz e com um polo de produção na Lardosa, a Escuderia vai adquirir árvores que serão plantadas na zona de Oleiros. Além de preços solidários, Miguel Vaz disponibilizou-se também a fornecer gratuitamente um número significativo de árvores.

A Escuderia Castelo Branco, para além da sede e do Parque de Desportos Motorizados, vai disponibilizar formas para que todos os interessados possam associar-se a esta acção solidária. Com a disponibilidade dos parceiros Escuderia Castelo Branco, vão ser criados na cidade mais de 25 pontos onde podem ser feitos os donativos: Meu Super, Churrasqueira da Quinta, Padaria do Montalvão, Alfapress e Covipneus. Quem pretender efetuar o seu donativo por transferência bancária, o IBAN é PT50 0036 0206 99100054009 06, do Montepio Geral.

Ao nível competitivo, esta edição do Rali de Oleiros - Rota do Medronho desenrola-se ao longo de dois dias com a Super-Especial no dia 1 e quatro troços reservados para o dia 2. São quase 40 quilómetros de classificativas, com um total ligeiramente superior a 75 quilómetros.

“Preocupámo-nos em preparar uma prova que não só entusiasme as equipas concorrentes como promova um desafio para todos os pilotos. Esta região tem estradas espetaculares e não temos dúvidas que quem participar na última jornada do campeonato vai aproveitar os dois dias de competição que estão preparados”, afirmou o director do rali, Luís Dias.
O responsável ainda destacou a vertente solidária do Rali de Oleiros/Rota do Medronho. “É impossível ficar indiferente a tudo o que estas regiões sofreram neste Verão. Tínhamos de agir. Não podíamos ficar parados. Acreditamos que, ao contribuir com a plantação de árvores, podemos ajudar na recuperação”, esclareceu.


Programa do Rali de Oleiros - Rota do Medronho
Sexta-feira, dia 1 de dezembro de 2017
• 21h10 – 1ª PEC – Super-Especial “Vila de Oleiros ” (1,36 km)
Sábado, dia 2 de dezembro de 2017
• 11h26 – 2ª PEC – Açude Pinto 1 (8,37 km)
• 11h49 – 3ª PEC – Oleiros 1 (10,09 km)
• 14h16 – 4ª PEC – Açude Pinto 2 (8,37 km)
• 14h39 – 5ª PEC – Oleiros 2 (10,09 km)

Não lhe é permitido comentar.