facebook

fabrica

netoParece ser intenção da atual direção da FPAK, simplificar os calendários dos ralis (e das restantes modalidades) para a temporada de 2018, regressando ao que foi há alguns anos.

Para além do Nacional de Ralis (que agora se chamará de novo Campeonato de Portugal de Ralis), no continente haverá ainda os três regionais, disputando também os Açores e a Madeira. A novidade será a introdução do Troféu Kia Picanto, que terá ainda três provas em asfalto nos ralis e as restantes três em circuito, retomando a ideia das primeiras edições do Troféu Yaris.

O calendário do Campeonato de Portugal de Ralis deverá ser muito idêntico ao de 2017, começando a meio do mês de fevereiro de 2018, disputando ao todo nove provas, escolhendo os pilotos oito provas, das quais se escolherão sete resultados. Até à 3ª prova terão que ser nomeadas as provas a pontuar.

Finalmente as duas rodas motrizes vão apenas integrar as seis provas continentais do Campeonato de Portugal de Ralis (fica de fora o Rali de Portugal)

Os grupos (RC2, RC3, etc) terão um vencedor, que não será campeão, havendo também um Campeonato Nacional de Iniciados, em seis provas de asfalto, sendo os RC1 os únicos veículos permitidos.

Regionais e taças terminam, dando lugar as três competições que terão o nome de Campeonatos de Ralis Norte, Centro e Sul, com os dois primeiros a terem até 10 provas e o último sete provas. Uma prova destes campeonatos integrará o Campeonato de Portugal de Ralis nos eventos continentais.

 

Não lhe é permitido comentar.