facebook

banner-site-desafio

regolilas(POR RICARDO NASCIMENTO)

Apontado como favorito à partida do 39º Rali Ilha Lilás, Ricardo Moura começou por vencer a super especial na cidade de Angra do Heroísmo e depois efetuou um grande tempo na primeira especial de hoje. No entanto, Moura acabou por ser traído pela mecânica pela segunda vez na presente temporada, abandonando antes da segunda especial do dia.

Luís Rego havia baixado à terceira posição no inicio da manhã de hoje, mas subiu para primeiro após o abandono de Moura, vencendo três especiais consecutivas e amealhar uma vantagem um pouco confortável para as derradeiras especiais, para vencer pela segunda vez consecutiva na temporada, apesar de um toque com uma das rodas posteriores que o fizeram perder algum tempo e um grande susto. Com este excelente resultado, Rego passou para a liderança do campeonato, estando em posição de discutir o título na derradeira prova.

Rúben Rodrigues perdeu preciosos segundos durante a manhã para Luís Rego, mantendo-se confortavelmente na segunda posição. O piloto do Citroën venceu os derradeiros troços, mas só conseguiu reduzir a diferença para 15,7s em relação ao vencedor e apesar de estarem em terceiro do campeonato, os irmãos Rodrigues ainda estão na luta pela título, mas só se vencer no pico e os seus adversários diretos não pontuarem.

Tiago Azevedo voltou a alugar um Fabia R5 para animar ainda mais o Rali Ilha Lilás, subindo à segunda posição no inicio da manhã, mas depois foi sempre a perder terreno para os dois pilotos de São Miguel, não indo além da terceira posição.

Hugo Mesquita não começou o dia muito bem, a ter de lutar com os melhores carros das duas rodas motrizes, mas quando já tinha subido posições e ficar atrás dos R5, o Lancer Evo IX partiu uma transmissão e danificou a caixa de velocidades, abandonando no final da manhã.

A luta pelas duas rodas motrizes esteve muito interessante de seguir, com três pilotos envolvidos na luta, mas acabaria por ficar reduzida a dois, após o abandono do local Carlos Andrade, numa altura em que se estava a aproximar de Botelho e Tavares. O velhinho 205 Mi16 de Bruno Tavares voltou a demonstrar competitividade contra o bem mais recente e com mais argumentos, DS3 R3T de Rafael Botelho. O já campeão das duas rodas motrizes teve de se aplicar nas duas últimas especiais para conseguir passar Tavares num carro com cerca de 30 anos e vencer 4,9s de vantagem.

Tiago Valadão e Pedro Lança estiveram envolvidos numa boa luta, mas o piloto local acabou por abandonar e deixar o simpático piloto continental isolado na sexta posição, com quase dois minutos de vantagem para Paulo Santos em viatura idêntica.

VENCEDORES DE TROÇOS:
Ricardo Moura (2); Luís Rego Jr. (3); Rúben Rodrigues (3)
LÍDERES DO RALLY:
Ricardo Moura (SS1 a 2); Luís Rego Jr. (SS3 a 8)

39º RALI ILHA LILÁS
1º 2 Luís Rego Jr. / Jorge Henriques (P) Ford Fiesta R5 50.10,6
2º 3 Rúben Rodrigues / Estêvão Rodrigues (P) Citroën DS3 R5 +15,7
3º 8 Tiago Azevedo / Mário Castro (P) Skoda Fabia R5 +01.29,0
4º 4 Rafael Botelho / Nuno Rodrigues da Silva (P) Citroën DS3 R3T +04.37,6
5º 9 Bruno Tavares / Rui Ávila (P) Peugeot 205 Mi16 +04.42,5
6º 20 Pedro Lança / Paulo Marques (P) Citroën Saxo CUP +06.33,0
7º 23 Paulo Santos / André Barras (P) Citroën Saxo CUP +08.27,8
8º 22 Ricardo Silva / Carla Silva (P) Citroën Saxo CUP +08.44,9
9º 16 Teófilo Pires / Ricardo Fagundes (P) Citroën Saxo CUP +08.47,9
10º 29 Telmo Riqueza / Rui Silva (P) Ford Escort RS MK2 +10.40,2

PRINCIPAIS ABANDONOS:
14 Jorge Sousa / Adriano Rosa (P) Toyota Corolla GT (avaria na SS1)
21 Artur Silva / João Pacheco (P) Renault Clio 1.8 16v (avaria na SS2)
1 Ricardo Moura / Sancho Eiró (P) Ford Fiesta R5 (correia de alternador após SS2)
5 Hugo Mesquita / Jorge Diniz (P) Mitsubishi Lancer Evo IX (transmissão na SS4)
19 Tiago Valadão / Humberto Castelo Branco (P) Citroën Saxo CUP (avaria na SS5)
6 Carlos Andrade / Tomás Pires (P) Renault Clio R3 (avaria antes da SS7)

Foto Cedida por Miguel Nascimento

 

Não lhe é permitido comentar.