facebook

fabrica

constalicaPelo quarto ano consecutivo, o Constálica Rallye Vouzela vai para a estrada a 16 e 17 de Setembro, a desenvolver nas magníficas estradas asfaltadas da região, pontuável para o Campeonato Regional de Ralis Centro – Jorge Amorim e Troféu CIM.

A pouco mais de um mês do arranque, a quarta edição do Constálica Rallye Vouzela foi apresentada com pompa e circunstância no decorrer das Festas do Castelo. Novos motivos de interesse foram implementados este ano, com particular incidência para mais uma passagem pela especial Constálica/Senhora do Castelo e alargamento do parque de assistência, oferecendo às equipas maior comodidade.

A prova do Gondomar Automóvel Sport, promovida pela Promolafões, vai para a estrada nos dias 16 e 17 de Setembro, sendo pontuável para o Campeonato Regional de Ralis Centro – Jorge Amorim e Troféu CIM. Fruto da sua espectacularidade, aliadas às melhorias impostas, é expectável que Vouzela volte a receber na festa dos ralis várias dezenas de equipas.

O Constálica Rallye Vouzela é composto por seis especiais de classificação num total de 99,90 quilómetros, 38,37 dos quais disputados ao cronómetro. Uma super-especial nocturna, com dupla passagem pelos 1,6 quilómetros das principais artérias da vila de Vouzela, marca o início da prova, estando reservado para o dia seguinte as restantes provas especiais.

De facto, e depois de servido o aperitivo nocturno, a organização preparou novos desafios para pilotos e máquinas. A especial Constálica/Senhora do Castelo, às 11h03, com os seus espectaculares 5,8 quilómetros de curva contra curva a suster a respiração, passa a ser o primeiro troço do segundo dia, a repetir com dose tripla às 14h18 e 16h33, seguindo-se Madremax/Penoita, a especial mais longa da prova do Gondomar Automóvel Sport, com os seus 8,75 quilómetros de extensão e dupla passagem às 11h19 e 14h34.

É com a emoção redobrada que vai para a estrada mais uma edição do Constálica Rallye Vouzela disputado no coração do centro e a bombear adrenalina por todos os poros. As instalações da Constálica permanecem como sede do "quartel-general" para toda a operação organizativa, das verificações administrativas e técnicas, passando pelo parque de assistência e da maior parte das partidas e chegadas. Este será, igualmente, um espaço perfeito e privilegiado para o público poder ver bem de perto as máquinas e estabelecer o contacto próximo dos pilotos.

Uma das preocupações da estrutura organizativa do Constálica Rallye Vouzela "dá-se" pelo nome segurança, uma responsabilidade de todos e para todos. É de capital importância que as zonas destinadas aos espectadores, delimitadas e assinaladas, sejam as escolhidas em detrimento de outras áreas que não oferecem a mínima confiança para ver e sentir as emoções, sendo fundamental que seja respeitada a segurança de cada um e do Constálica Rallye Vouzela em geral.

Constálica Rallye Vouzela faz parte do código genético do concelho

Pelo quarto ano consecutivo, o Constálica Rallye Vouzela, a disputar a 16 e 17 de Setembro, é já um marco no panorama dos ralis nacionais e uma referência no plano organizativo. Para José Correia, responsável da Promolafões, entidade promotora do evento, «há uma enorme expectativa para os novos desafios que estão em "jogo" e, a pensar no público, foi delineada mais uma passagem pela especial Constálica/Senhora do Castelo».

Por outro lado, a prova estende os seus tentáculos ao cunho solidário, dando a "mão" à Associação de Solidariedade Social de Lafões (ASSOL) com pólos distribuídos por Oliveira de Frades, S. Pedro do Sul, Vouzela (LAR), S. Pedro do Sul, Castro Daire, Tondela, Mortágua, Vila Nova de Paiva e Viseu», sustentou ainda José Correia.

O grande sonho da ASSOL é dotar a região de Lafões de uma rede de apoios às pessoas com limitações decorrentes de deficiências ou doenças psiquiátricas crónicas e incapacitantes, que potencie a sua integração social e familiar, permita o recurso aos serviços apenas quando necessário, e que esses apoios possam ser tão flexíveis quanto as necessidades de cada pessoa.

«Sonhamos tornar possível que as estruturas de apoio a pessoas adultas deixem de ter lotações limitadas e passem a funcionar numa lógica mais próxima de um serviço de porta aberta, ao qual, quem precisa, possa recorrer a qualquer momento», disse Gil Almeida, presidente da ASSOL durante a apresentação da prova.

Ainda no que concerne a novidades, o Constálica Rallye Vouzela está ligado à Mikas Craft Beer, cerveja produzida por métodos artesanais, não pasteurizada. Trata-se de uma marca de cerveja nascida e criada em Vouzela e que está a ser distribuída com o símbolo do rali em garradas de 0,75 cl.
Coube a Rodolfo Rocha, do Gondomar Automóvel Sport, anatomizar a prova, referindo que «a nossa missão, além de ajudar a promover Vouzela e a região, passa por tentar duplicar, se possível, o número de pilotos, porque o concelho merece que a festa dos ralis se mantenha intocável».

Por seu turno, Rui Ladeira, presidente da Câmara Municipal de Vouzela, afirmou que a realização do Constálica Rallye Vouzela «é estratégica para a região e para a sua afirmação, oferecendo grande visibilidade ao concelho, fazendo já parte do código genético de Vouzela».

Refira-se que a apresentação, que contou ainda com a presença de Sérgio Matos (CEO da Constálica), Armando Fidalgo (representante da FPAK), Sérgio Aguiar (Team Baía), entre outros, teve lugar no coração das Festas do Castelo e com a magia das gentes vouzelenses que, mais uma vez, responderam cabalmente coma sua comparência.

Todas informações disponíveis no site oficial da prova:

www.constalicarallyevouzela.pt

https://www.facebook.com/constalicarallyevouzela

Não lhe é permitido comentar.