facebook

banner-site-desafio

magapol17Este será talvez o rali de asfalto mais difícil do Campeonato da Europa de Ralis. Uma prova complicada, que requer grande conhecimento e onde os pilotos polacos são sempre considerados favoritos. Que o diga Kajetan Kajetanowicz, o polaco campeão europeu, que pensou mais nos pontos para passar para a liderança do ERC, do que vencer o rali disputado no seu país.

Bruno Magalhães e Hugo Magalhães continuam a fazer uma época de sonho. Depois de terem liderado o Europeu de Ralis durante 4 provas, passam agora para 2º do ERC trocando de posição com Kajetanowicz, que passa a ter agora os 14 pontos de vantagem que eram de Bruno Magalhães antes da prova polaca. Está portanto tudo em aberto, quando faltam 3 provas para o final do ERC 2017.

"Este foi sem dúvida alguma o rali de asfalto mais difícil de toda a minha carreira. Já sabíamos que ia ser assim. Uma prova onde o profundo conhecimento dos troços é vital. A beleza do Europeu de Ralis é isto mesmo. Há provas onde conseguimos ser muito superiores a outros pilotos, mas também há ralis onde eles conseguem ser muito eficazes. Como nunca fugimos aos grandes desafios, fizemos tudo para tentar continuar na liderança. Nós e toda a equipa da ARC Sport que fez um excelente trabalho. Neste tipo de ralis custa muito aprender. Pelo nosso lado, continuamos na luta e, apesar de tudo, esta está a ser uma época fantástica, como nunca sonhámos ter", disse Bruno Magalhães.

Toda a equipa da ARC Sport desenvolveu esforços para que a dupla portuguesa continuasse na liderança do ERC. Neste momento tudo é possível, e a estrutura de Aguar da Beira acredita ainda ser possível alcançar o sonho.

"Já se esperava que esta prova da Polónia ia ser bastante complicada. O facto de o Bruno não conhecer o rali piorou a situação. Apesar de tudo, o Bruno, o Hugo e toda a nossa equipa ganharam experiência nesta prova, o que pode ser fundamental para os restantes ralis do campeonato. Quero deixar os meus parabéns pelo excelente esforço de piloto, navegador e de todos os elementos da equipa", afirmou Augusto Ramiro.

Não lhe é permitido comentar.