facebook

banner-site-desafio

marianaMariana Carvalho e Ana Monteiro entraram no Rali Vidreiro – Centro de Portugal apostadas em conseguir um bom resultado. A dupla do C2 R2 estava novamente na luta pelo primeiro lugar entre as Senhoras quando um tubo partido levou ao abandono no asfalto da Marinha Grande.

O rali organizado pelo Clube Automóvel da Marinha Grande era a terceira prova da época de Mariana Carvalho, que sempre gostou dos rápidos troços da zona de São Pedro de Moel. Além disso, a navegadora Ana Monteiro é natural da região (Leiria) e como tal o Rali Vidreiro – Centro de Portugal trazia boas perspetivas para a dupla do Citroën C2 R2.

O dia de sexta-feira foi positivo para a piloto de Famalicão, que depois na manhã de sábado manteve o segundo lugar entre as Senhoras no troço que abriu o dia. Só que na PEC5, Assanha da Paz (9.86 kms), o carro francês começou a perder rendimento e obrigou mesmo Mariana Carvalho a parar definitivamente após quatro quilómetros, quando um tubo do óleo cedeu.

"Estávamos animadas porque os troços de São Pedro tinham corrido bem e só tivemos um pequeno percalço na Super Especial que nos fez perder tempo. O primeiro troço de sábado também foi normal mas logo nos primeiros quilómetros da PEC5 percebemos que o carro estava a falhar e decidimos parar e tentar perceber o que se passava. Quando abrimos o capô vimos óleo por todo o lado e simplesmente não era possível chegar ao fim do troço sem danificar ainda mais o carro. Foi pena porque são coisas dos ralis mas que, obviamente, nos deixam sempre tristes porque pouca ou nada podemos fazer. Não tivemos muita sorte com a mecânica nestes três ralis mas pelo menos sinto que evoluímos sempre que o carro esteve em condições", afirmou Mariana Carvalho, que na altura da desistência tinha uma vantagem superior a dois minutos sobre a equipa que ocupava o terceiro lugar do pódio entre as Senhoras.

Desta forma, a vitória na prova feminina do Rali de Castelo Branco (em março) foi o ponto alto da temporada de Mariana Carvalho e Ana

Monteiro, que nesta altura não têm garantido mais nenhum rali do Campeonato Nacional.

 

Não lhe é permitido comentar.