ilhaverdade

targaA Direcção do Targa Clube, reunida no dia 21/06/2016, após tomar conhecimento do Comunicado 015/2016-FPAK de 15 de Junho de 2016, entende prestar os seguintes esclarecimentos.

O Targa Clube entre 2013 e 2015 organizou o Rally Cidade de Guimarães, em piso de asfalto. Esta prova, de acordo com testemunhos nas Redes Sociais e Imprensa, foi considerada uma das melhores provas de 2015 do Campeonato Nacional de Ralis.

No ano de 2015 o tão desejado equilíbrio estava em prática, com 4 Provas em Terra e 4 em Asfalto. O Targa Clube não pediu a mudança do tipo de piso para a sua prova em 2016.

A 12 de Janeiro do corrente ano, a Direcção do Targa Clube em reunião com a Direcção da FPAK informou qual o nome da sua Prova em 2016 e os parceiros envolvidos. Pediu apenas sigilo às instancias federativas, sobre o nome da Prova, até à apresentação da mesma, por questões de ordem protocolar.

Não compreendemos o tempo e o conteúdo do citado Comunicado. Já aconteceram três provas pontuáveis para o CNR 2016.

Repudiamos veementemente o ónus que se pretende lançar sobre o Targa Clube quanto à responsabilidade sobre o tão propalado desequilíbrio.

O Targa Clube faz lembrar que nas suas 45 ininterruptas provas de ralis integradas no CNR (algumas de caracter internacional) os pisos das mesmas foram, na sua quase totalidade, de asfalto.

Assim, nos nossos 49 anos de existência muito fizemos por dignificar o Desporto Automóvel em Portugal, pelo que nos sentimos no pleno direito de realizar a prova RALI CASINO ESPINHO (em asfalto), contrapondo a eventual insinuação que teremos sido alvo dum favor excepcional com a prova incluída no Calendário e no Campeonato Nacional de Ralis 2016.

Saudações Desportivas

A direcção do Targa Clube. Porto, 21 de Junho de 2016

 

Não lhe é permitido comentar.