faceralis

 

posvendaclick

Nacional

faialplaca19Quase no término do prazo para as inscrições, a Comissão Organizadora do ZOOM iGEST RALI DO FAIAL viu o seu trabalho recompensado com a reunião de um belo lote com cerca de três dezenas de inscritos, um valor que se encontra na média daquela que tem sido a realidade do Campeonato da Madeira de Ralis CORAL 2019. Grande parte da satisfação deriva da bela qualidade do conjunto de concorrentes que na próxima semana se deslocarão ao sempre acolhedor concelho de Santana para a quinta prova do calendário regional.

O conjunto de inscritos entretanto reunido inclui dois campeões nacionais, quatro campeões regionais, o campeão em título no FIA European Rally Trophy, um campeão e dois vencedores de escalão no FIA Iberian Rally Trophy, o líder do Campeonato de Portugal de Ralis, assim como alguns dos pilotos que dominam a cena do Campeonato de Portugal de Ralis e a generalidade das equipas que disputam as primeiras posições absolutas e nos agrupamentos no Campeonato da Madeira de Ralis CORAL.

Independentemente do valor comprovado da maioria dos nomes a surgirem na lista de inscritos a ser revelada na próxima terça-feira, 9 de julho, estarão no Faial, freguesia que servirá de centro nevrálgico à competição, oito viaturas R5, três veículos RGT, seis carros de três modelos R3, um forte contingente de nove R2, um VSH de 2.0 litros e ainda alguns RC% e VHC. Algumas das viaturas farão a sua estreia na Madeira.

Toda a informação do ZOOM iGEST RALI DO FAIAL será veiculada e está já disponível no site oficial do clube, www.100ahoramadeira.org, bem como na página www.facebook.com/CA100aHora.

 

clioDurante o Grande Prémio da França de Fórmula 1, a Renault Sport Racing apresentou três versões para competição-cliente do Novo Renault CLIO, derivadas do modelo que está prestes a chegar aos concessionários nacionais. O Novo CLIO promete, assim, fazer uma carreira de sucesso também nos circuitos de velocidade, ralis e pistas Off Road, oferecendo versatilidade e acessibilidade inéditas, para maior controle de custos.

Derivado do Novo Clio R.S. Line, cujo estilo desportivo é visível, por exemplo, na lâmina inspirada na F1, adotada no para-choques dianteiro, a última criação da Renault Sport Racing, projetada para a competição-cliente, também herda o versátil chassis deste modelo, que estará disponível em três versões distintas.

Após um ano de desenvolvimento, onde a fiabilidade, a performance e os custos controlados foram as “palavras-chave”, é possível dizer que a versão de competição do Novo Clio oferecerá uma versatilidade sem paralelo. O Clio Cup (para as provas de pista), o Clio Rally (para os ralis) e o Clio RX (para as provas de Off-Road) foram concebidos utilizando um banco de elementos mecânicos e eletrónicos comuns, mas adaptados, cada um deles, à especificidade de cada disciplina.

No entanto, os clientes poderão trocar de categoria, mantendo o mesmo Clio, graças aos Kits de conversão especialmente desenvolvidos. Esta económica solução foi estudada para que os pilotos possam descobrir novas disciplinas do desporto automóvel ou mesmo desafiar a vitória em todo o tipo de terrenos e superfícies, independentemente da sua experiência.

Além disso, esta quinta geração do Novo Clio de competição conta com toda a experiência das equipas dedicadas à competição-cliente de Viry-Châttillon e Dieppe, onde os três modelos serão produzidos.

Esta experiência, sem precedentes na Europa, tem sido usada para otimizar, a todos os níveis, cada versão. No plano técnico, por exemplo, a primeira versão do motor 1.3 TCe montada no Novo Clio competição-cliente foi desenvolvida para dar resposta às diferentes necessidades de cada disciplina e tipo de piso, onde o Clio poderá marcar presença. Simultaneamente, a segurança e a equidade foram preservadas e reforçadas para tornar o desporto automóvel mais acessível, especialmente nas competições monomarca e séries promocionais organizadas pela Renault Sport Racing.  

Apoiada na sua reputação de qualidade, unanimemente reconhecida desde o lançamento do R8 Gordini em 1966, esta nova gama combina a herança da Renault e o melhor da sua paixão, contando com o dinamismo e a eficiência do Novo Clio R.S. Line, uma referência entre os citadinos desportivos. 

A comercialização começará em outubro, antes mesmo dos carros serem entregues prontos a correr, para que possam estar à partida das provas de circuito ou dos troços cronometrados em 2020.  

Características Técnicas 

Chassis

Base: Clio R.S. Line

Carroçaria: Monocoque de aço soldado

• Eixo Dianteiro: Pseudo McPherson

• Eixo Traseiro: Eixo em H

• Suspensão: Amortecedores Bos não-reguláveis  

 

Motor

• Tipo: 1.3 TC3 Renault – 4 cilindros e 16 válvulas

• Turbo: Garret

• Refrigeração: derivada de série

• Alimentação: Injeção direta

• Potência: 170 - 180 cv, de acordo com a regulamentação

• Binário: 280 – 320 Nm, de acordo com a regulamentação

 Regime máximo: 6.500 rpm/min

• Eletrónica: Life Racing

• Combustível: SP98

 

Dimensões

• Comprimento/largura/altura (mm): 4050/1998/1400

• Via Dianteira/Traseira: 1500/1490

• Peso: De acordo com a regulamentação

Transmissão

• Caixa de velocidades: Saved sequencial de 5 velocidades + Marcha-atrás

• Seletor manual com “desbloqueador” elétrico para a Marcha-atrás

• Diferencial autoblocante ZF

• Embraiagem Sachs

 Rodas

• Rodas: 6x15 (Terre), 6.5 x16 (Asfalto), 7x17 (Cup)

• Pneus: Michelin

• Travões Dianteiros e Traseiros: de acordo com a regulamentação

• Travão de mão hidráulico

 

netocb11Paulo Neto / Vitor Hugo, aos comandos do Citroen DS3 R3T Max, terminaram no terceiro lugar das duas rodas motrizes o Rali de Castelo Branco, numa prova em que tiveram um início difícil.

Apesar de um furo logo na primeira das dez especiais de classificação que componham o Rali de Castelo Branco, os objetivos desportivos acabaram por ser alcançados nesta prova, com a dupla Paulo Neto / Vitor Hugo a terminarem no 3º lugar das duas rodas motrizes do Campeonato de Portugal de Ralis.

"Estávamos muito motivados para este Rali de Castelo Branco antes do seu início, até porque as passagens que fizemos no shakedown antes da prova deram-nos boas indicações sobre o Citroen DS3 R3T Max", afirmava Paulo Neto no final do rali, reforçando a ideia de que "nunca estamos à espera de começar o rali com um percalço, como o furo que nos fez perder logo no troço de abertura 1m45s para os nossos adversários. Porém, não desmotivamos e tentamos dentro da medida do possível recuperar algum tempo perdido, sabendo que o rali estava no início. Ao longo da prova fomos recuperando posições e já nos derradeiros troços conseguimos chegar mesmo ao pódio nas duas rodas motrizes".

Desta forma, Paulo Neto afirma que "os nossos objetivos para esta prova acabaram mesmo por serem alcançados. Acabou por ser um justo prémio para algumas contrariedades que já tivemos esta época e que não nos permitem estar melhor classificados no campeonato, embora saímos de Castelo Branco mais próximo do pódio nas contas das duas rodas motrizes do Campeonato de Portugal de Ralis, depois de uma prova com troços muito rápidos e traiçoeiros, que teve muito público a assistir e que acabou por ser mais uma grande festa dos ralis".

A Paulo Neto Sport conta com a assistência técnica da P&B Racing e dos parceiros Weber, Baxi, Dominó, Listor, Italbox, Quantinfor, Total, Vitarte, Banhoazis, Peçintra e Cision, para esta temporada no Campeonato de Portugal de Ralis.

castelo19ruiFotos: RUI FONSECA / MONDEGOSPORT (Proíbida a reprodução de fotos sem indicação da fonte)
Evento: Rali Castelo Branco 2019
Data: junho 2019
Site: www.ralisonline.net

 

armiArmindo Araújo e Luís Ramalho iniciaram a fase de asfalto do Campeonato de Portugal de Ralis com uma excelente vitória no Rali de Castelo Branco, repetindo assim o resultado alcançado na derradeira prova em pisos de terra.

Num rali muito rápido e extremamente bem disputado, a dupla do Hyundai i20 R5 dominou da primeira à última especial de classificação e garantiu um resultado que permite encurtar a diferença para a liderança, numa altura em que ainda tem menos uma prova disputada que os primeiros classificados do campeonato.

"Fizemos um excelente rali, conseguimos vencer a primeira prova em pisos de asfalto da temporada e cumprir, em absoluto, os nossos objectivos. Até à sétima especial a luta, com os nossos principais adversários, foi muito intensa e nas duas especiais seguintes decidimos atacar e tirar partido das afinações que idealizamos para as partes mais sujas destas classificativas", começou por dizer Armindo Araújo não podia deixar de destacar o trabalho que toda a equipa tem realizado desde a estreia do Hyundai para se mostrar cada vez mais competitivo.

"Toda a equipa tem feito um trabalho árduo para conseguirmos estar sempre na luta pelas vitórias e isso vai trazendo os seus frutos. Desde o início da temporada que temos mostrado um andamento forte e era importante entrar nesta fase com uma vitória. Foi um resultado que nos deixa muito satisfeitos e obviamente motivador para continuarmos na perseguição da revalidação do título", acrescentou o campeão nacional.

A próxima prova do Campeonato de Portugal de Ralis é o Rali Vinho Madeira, entre 1 e 3 de Agosto.

RALIS ONLINE TV

RALIS ONLINE TV 2