faceralis

 

posvendaclick

Açores

mouralotus(POR RICARDO NASCIMENTO)

Com poucos inscritos e pouco público na estrada, o Lotus Rallye não foi de todo desinteressante pois, contou com algumas lutas que duraram do principio ao fim. No entanto, mais uma vez ficou provado que este evento necessita ser recolocado noutra data no campeonato, não fazendo sentido realizar-se após o Rally Açores.

Ricardo Moura dominou o rally do principio ao fim, sendo o mais rápido em todos os troços e em principio, se tudo correr bem no próximo Rally de Santa Maria, já poderá festejar mais um título de campeão Açores.

Luis Rego Jr. fez alguns tempos interessantes, apesar dos pneus muito macios que não chegavam para fazer a secção por inteiro. Rego também acabou por perder alguns segundos na duas especiais de Remédios, onde deu dois toques em ambas as passagens, sendo pior na segunda após deixar o carro atrevessado na estrada. No final, o piloto mostrou-se satisfeito com o resulto, mas admitiu que ainda tem muito trabalho a fazer, especialmente, nas afinações do Fiesta R5.

Com a ausência forçada de Rúben Rodrigues que vendeu o Evo IX a Márcio Marreiros, Hugo Mesquita e Pedro Rodrigues envolveram-se numa luta interessante pelo lugar mais baixo do pódio. Com Pedro Vale a ditar notas, Pedro Rodrigues começou por comandar o Gr.N, mas viria furar a dois troços do fim e deu um toque no final da derradeira especial. Mesquita e Gouveia acabaram por subir à terceira posição e conseguiram manter a segunda posição no campeonato.

Afastado do campeonato Açores, Henrique Moniz optou por participar no rally, com Diogo lima a seu lado. O campeão das duas rodas motrizes intrometeu-se no inicio na luta entre Rodrigues e Mesquita, mas a falta de ritmo, um problema na baquet e ter menos duas rodas motrizes, não conseguiu melhor do que a quinta posição, mas dominou sem surpresas entre os carros de duas rodas motrizes.

Rafael Botelho e João Faria lutaram de forma interessante durante todo o rally, com ambos os pilotos a trocarem de posição algumas vezes. No entanto, Faria viria a ter problemas na derradeira especial, onde perdeu mais de 40 segundos para Botelho, quando tinham entrado para o troço com 3,5s de diferença.

Bruno Tavares foi o melhor entre os VSH, no 205 GTi com motorização do 405 Mi16, tendo ocupado a oitava posição desde o inicio do rally.

Os Saxo de Marco Soares e Marco Medeiros também tiveram uma luta interessante durante o inicio, mas Medeiros atrasou-se na primeira passagem por São Brás, perdendo a nona posição para Soares, ainda no final da primeira secção.

VENCEDORES DE TROÇOS:
Ricardo Moura (8)
LÍDERES DO RALLY:
Ricardo Moura (SS1 a 8)

2º RALLYE LOTUS
1. Ricardo Moura / Sancho Eiró (PRT) Ford Fiesta R5 43:36,5
2. Luis Rego Jr. / José Pedro Silva (PRT) Ford Fiesta R5 +57,5
3. Hugo Mesquita / Filipe Gouveia (PRT) Mitsubishi Lancer Evo IX +04:23,8
4. Pedro Rodrigues / Pedro Vale (PRT) Mitsubishi Lancer Evo IX +04:25,6
5. Henrique Moniz / Diogo Lima (PRT) Citroën DS3 R3T +05:07,6
6. Rafael Botelho / Fernando Nunes (PRT) Citroën Saxo CUP +06:51,3
7. João Faria / Carlos Medeiros (PRT) Peugeot 206 RC +07:32,9
8. Bruno Tavares / Carlos Seabra (PRT) Peugeot 205 Mi16 +07:43,5
9. Marco Soares / Tomás Vultão (PRT) Citroën Saxo CUP +09:21,9
10. Marco Medeiros / Alexandra Pereira (PRT) Citroën Saxo CUP +10:24,0

PONTUAÇÃO CRA
1. R. Moura (115,75); 2. H. Mesquita (56); 3. R. Botelho (46); 4. L. Rego Jr. (40,25); 5. R. Rodrigues (37,5); 6. J. Faria (26); 7. R. Moniz (24); 8. T. Azevedo (20); 9. P. Vale (17); 10. M. Medeiros e P. Rodrigues (14); 12. H. Moniz e M. Soares (12)

ralisantamaria16A Secção de Automobilismo e Karting do Clube Asas do Atlântico, nos próximos dias 12 e 13 de Agosto organiza o XXXV Rallye Além Mar Santa Maria, prova pontuável para o Campeonato de Ralis dos Açores. A prova também será pontuável para o recém-criado Troféu de Ralis de Asfalto Além Mar Açores, organizado pela Terceira Automóvel Clube, Clube Asas do Atlântico e Pico Automóvel Clube em parceria coma a Associação Graciosense de promoção de eventos.

Depois do sucesso desportivo e social das últimas edições a estrutura, será semelhante em 2016, a festa terá inicio no dia 10 de Agosto com a recepção às equipas, no dia 11 com a apresentação pública das equipas.

O itinerário da 35ª edição totaliza 190.04 km, sendo que 79.26 km serão percorridos em 9 provas especiais de classificação, o itinerário relativo ao Troféu terá uma total de 34.3 km ao cronómetro e um total de itinerário 94.22 km.

A prova arranca oficialmente às 18H15 do dia 12 com uma passagem nos 5,01 km´s de um novo traçado Vila / Santana, especial que será parcialmente disputada nas principais artérias de Vila do Porto. A Super Especial Além Mar, que terá um traçado diferente aos das ultimas edições, em 2016 será a segunda prova especial, utilizando os primeiros 1,51 km´s da primeira especial.

A segunda etapa, a disputar no dia 13 de Agosto conta com duas passagens pelas especiais, Aeroporto / Avenida seguidos dos 11,10 km´s do novo traçado Malbusca / Arrebentão, uma passagem pelas especiais Picos / Forno e Santa Barbara / Monteiro e a finalizar os 20 km´s entre Picos/Monteiro.

A primeira etapa é realizada nas artérias de Vila do Porto, possibilitando que a espectacularidade da modalidade chegue mais próximo dos seus amantes, pelo que solicitamos a maior compreensão por parte de todos, bem como o seu envolvimento para a concretização da mesma, o que implica alguns constrangimentos no trânsito, estando este condicionado entre as 15:00 horas e as 22:00 horas do dia 12 de Agosto.

O sucesso de um evento desta natureza não depende unicamente dos seus organizadores, participantes, público e população em geral também são determinantes para o seu sucesso, desta forma solicitamos a todos os intervenientes que adoptem sempre os procedimentos de segurança adequados, respeitem os oficiais de prova e autoridades. Queremos criar uma prova cada vez mais atractiva, capaz de chamar um maior número de visitantes, apenas possível com a colaboração de toda a população através da sua compreensão e civismo. Esta prova tem uma enorme importância para o desenvolvimento turístico e comércio local de Santa Maria.

O Clube Asas do Atlântico convida toda a população, para a Apresentação das Equipas a realizar no dia 11 de Agosto na sede do Clube com a Vitela no Espeto, "renovação também é tradição". E deseja que a o Rallye Além Mar Santa Maria seja uma festa em termos desportivos e sociais.

azoresVitórias na classe 2RM e no grupo RC3 e um fantástico 4º lugar à geral foram os excelentes resultados obtidos por Rafael Botelho e Rui Raimundo, pilotos da "Rafamotorsport" na 3ª prova do Campeonato de Ralis dos Açores, integrada no "Azores Airlines Rally" e que se realizou na passada semana na Ilha de São Miguel.

Na estreia absoluta com um verdadeiro carro de rally, o DS3 R3T, Rafael Botelho e Rui Raimundo, enfrentaram com toda a convicção e empenho os 3 dias desta duríssima prova do Campeonato da Europa de Ralis (ERC), bastando salientar que dos cerca de 70 pilotos que iniciaram o Rali na tarde de quinta-feira, acabaram por desistir mais de três dezenas deles o que confirma o elevado grau de exigência que esta prova apresentou.

Com um andamento seguro e cauteloso no início, porque uma adaptação ao novo carro era imperiosa, Rafael Botelho e Rui Raimundo foram dando passos certos e a apropriação e melhor rendimento foram aparecendo, fazendo com que a tarde de sexta-feira e o dia de sábado já fossem corridos com mais à vontade e tirando partido dum excelente carro, que se mostrou sempre à altura da exigência desta prova.

Rafael Botelho comentava assim a sua participação nesta terceira prova do Campeonato, "Estou muito satisfeito com o resultado obtido, pois a vitória nas 2RM era o meu objetivo e o 4º lugar à geral acaba por ser uma excelente classificação. Sabia que à partida ia ser um Rali muito difícil, não só pela sua dureza e extensão do mesmo, mas também pelo total desconhecimento que tinha do DS3 R3T, visto que só tinha tido a possibilidade de rodar 20kms no Monday test devido ao muito mau tempo.
Faço uma separação da prova em duas partes. A primeira refere-se ao início do rali, a quinta-feira, em que tive muitos problemas de adaptação à viatura, por via de uma afinação desapropriada e uma má escolha de pneus. Na minha opinião foi um mau dia, porque no final do mesmo sentia que tinha desaprendido o carro.

A segunda parte é a sexta-feira e o sábado, onde me empenhei e trabalhei para melhorar a classificação. Com o passar dos quilómetros o meu conhecimento do carro foi aumentando e gradualmente fomos subindo lugares na classificação, terminado o dia de sexta-feira bem classificados e com um bom feeling do carro. No sábado o objetivo era fazer mais e melhor e conseguimos registar alguns tempos interessantes no que diz respeito às contas do nacional de 2RM.

De um modo geral foi um bom rali, com um excelente resultado, sendo que, no entanto, sinto que podíamos ter feito melhor. Essa sensação será a base de trabalho já para a próxima prova. Contudo, fico bastante contente porque senti evolução ao longo da prova e consegui ir melhorando a minha condução de modo a tirar mais partido da viatura. Era importante aproveitar ao máximo esta oportunidade, que tive, graças a um enorme esforço de amigos, família e patrocinadores."

Com os resultados obtidos no "Azores Airlines Rally", Rafael Botelho, depois de 3 vitórias consecutivas, consolida no Campeonato de Ralis dos Açores a liderança das 2 RM, sendo ainda 1º nos Grupos RC 3 e RC 4 e fica no 4º lugar da geral nos Absolutos.
Contas arrumadas do AAR, o Campeonato segue já dentro de 5 semanas com a 4ª prova do regional a decorrer novamente em São Miguel com a realização do Rally Lotus agendado para os dias 15 e 16 de julho.

lotusrallyeLista de inscritos do Rali Lotus, próxima prova do Campeonato dos Açores de Ralis que conta com 17 equipas e que estará na estrada dias 23 e 24 de julho.
inscritoslotus2016

 

 

 

 

 

lmr(POR RICARDO NASCIMENTO)

Depois de algum secretismo e de alguma especulação, Luis Miguel Rego recebeu hoje em Ponta Delgada, o novo Ford Fiesta R5.

O carro é totalmente novo, tendo sido adquirido na M-Sport com o chassis número 159, com todas as últimas evoluções, no qual, o piloto da ilha de São Miguel pretende disputar os restantes cinco ralis da temporada açoriana.

"Neste momento, o objetivo principal passa por conhecer o novo carro, pois tudo é novidade, onde há muito para aprender e para evoluir. Estamos cientes das dificuldades que vamos encontrar, mas queremos fazer tudo bem, sem pressas e divertir-mo-nos ao máximo", disse Luís Miguel Rego.

"Dado ao investimento avultado que fizemos e muito graças aos nossos patrocinadores por terem acreditado nesta nova viatura da categoria R5, não foi fácil de lá chegar e já há muito que tentavamos montar este novo projeto. Será uma temporada em que terá de haver alguma contenção de despesas, onde só iremos estar presentes nas restantes provas do Campeonato de Ralis dos Açores. Também sabemos que vamos partir em desvantagem, pois já estivemos ausentes nos dois primeiros ralis, teremos de encarar a temporada prova a prova, tentar evoluir e sem qualquer preocupação de resultados", explica o piloto.

Dentro de alguns dias, o piloto vai iniciar alguns testes, antes da estreia no Azores Airlines Rallye e oportunamente, será feita uma apresentação oficial com o seus patrocinadores, tendo como destaque a Fábrica de Tabaco Estrela e outras novidades que irão apoiar o vice-campeão de 2015.